Helder Bovo é presidente do Solidariedade em Araras.

O ararense Helder Bovo (Solidariedade) foi nomeado coordenador de Operações da Secretaria de Emprego e Relações do Trabalho, do Governo do Estado de São Paulo, e afirmou em entrevista para o Opinião Jornal ter pretensões futuras a uma candidatura a prefeito de Araras no pleito de 2016.

De acordo com Helder Bovo, quando foi nomeado este mês ele já estava exercendo atividades junto a Secretaria de Emprego e Relações do Trabalho desde 2013. “A pasta possui quatro coordenações e a minha é responsável por todos os PATs (Posto de Atendimento ao Trabalhador), incluindo as unidades que estão instaladas nos Poupatempos, bem como os CICs (Centro de Integração da Cidadania), em parceria com a Secretaria de Justiça, na capital, Grande São Paulo e interior, somando 251 postos”, explicou.

O nomeado, que também é presidente do Solidariedade em Araras, ressaltou que entre suas atribuições está a responsabilidade das 21 Regiões Administrativas do Estado, abrangendo todos os 645 municípios do Estado.

Formado em contabilidade e direito, em Araras Helder Bovo ocupou os cargos  públicos  de secretário Municipal da Fazenda e presidente da Fade (Fundação Ararense de Desenvolvimento da Educação), entre outros. Na eleição passada apoiou Aécio Neves (PSDB – Partido da Social Democracia Brasileira) para a presidência, Geraldo Alckmim (PSDB) para o governado do Estado, Paulinho da Força (Solidariedade) para deputado federal e Alexandre Pereira (Solidariedade) para estadual.

 

A reportagem elaborou uma série de perguntas a Helder Bovo e veja abaixo as repostas do coordenador estadual:


 

 

Como é trabalhar em São Paulo?

“Muito difícil, os costumes são outros, o trânsito estressante, enfim tudo muda, mas nos acostumamos e acabamos fazendo da capital paulista nossa segunda casa. Gosto mesmo da minha cidade que é Araras”.


 

Quem te convidou para trabalhar no Governo do Estado?

“Meus amigos, os quais agradeço profundamente, o deputado federal Paulinho da Força e o presidente da Federação dos Empregados nas Empresas Químicas e Farmacêutica do Estado de São Paulo, Sérgio Leite (Serginho), mas foi o convite do deputado estadual Alexandre Pereira para o cargo na Coordenação de Operações que aceitei. Tudo foi construído com apoio e amizades de muitos amigos e colaborações daqui de Araras”.


 

O que você acha do cenário político em Araras?

“O desenho político em nossa cidade é favorável para muita gente se arriscar a sair candidato a prefeito. O atual chefe do Executivo já é reeleito, temos um ex-prefeito cassado, portanto acredito que só pode participar de eleições ou ser candidato a partir de 2018. Nessa visão as chances são iguais para todos os pré-candidatos e eu posso garantir que devo ser um deles”.


 

 

Como você vê a política em Araras hoje?

“A cidade perdeu muito nos últimos anos, temos um governo municipal inativo, com muitas promessas e poucas ações, isso envolve todos os partidos que estão juntos ajudando na administração pública. Não preciso elencar nada, é só abrir os olhos e querer enxergar, obras inacabadas, ruas sujas, placas com promessas e muito mais”.


 

Qual sua posição em relação à Câmara Municipal hoje?

“Pouco atuante. Realmente parece que autorizam tudo o que vem do Executivo, sem questionamentos ou defesa do povo”.


 

E a crise hídrica?

“A crise de água que enfrentamos hoje em Araras está muito dura, acredito ter havido uma sucessão de erros por parte do governo municipal. Para fazer economia não usaram os recursos disponíveis, como a água do rio Mogi-Guaçu e, desta forma, acabaram com nossos reservatórios. Liberaram loteamentos e prédios sem planejamento, também tivemos a falta de chuvas e nós nunca fomos educados para economizar água, hoje todos mudamos, o poder público e os cidadãos economizam o máximo, mas o erro foi principalmente a má gestão no Saema”.


 

O que você acha que Araras precisa?

“Nossa cidade precisa de mais ações e menos falações. Nós precisamos de um governo voltado para a coisa pública, para o cidadão e o empresário, dessa forma buscamos mais recursos do Estado e União, fomentando o desenvolvimento das empresas que já estão instaladas em nossa cidade, bem como oferecer atrativos para a instalação de novas empresas, gerando mais emprego e renda para todos. Também precisamos de ações sociais e valorização dos grupos, igrejas, pastorais e clubes de serviços como Rotary, Lions, Maçonaria e outros tantos que produzem ações sociais pontuais que devem ser valorizados, precisamos de planejamento e administradores públicos com compromisso por uma Araras melhor”.


 

Você é pré-candidato a prefeito?

“Sim, sou pré candidato a prefeito de Araras. Nossa cidade precisa de sangue novo, com conhecimento em administração pública. Também da participação ativa dos jovens, dos empresários, dos clubes de serviços, enfim, de todo cidadão ararense para podermos crescer e aparecer no cenário nacional, somente assim vamos conseguir trazer de volta o desenvolvimento, novas indústrias, geração de mais emprego e renda. Araras não pode mais errar! Com esse pensamento e ideal sou pré candidato a prefeito de nossa cidade”.


 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*