Pedagógicos
Unidade é equipada com recursos pedagógicos modernos, que contaram com investimentos da Prefeitura e do Governo Federal.

A Emei “Dra. Zilda Arns Neumann”, nova creche inaugurada pela Prefeitura de Araras na última quinta-feira, dia 14, oferece 240 vagas para o período integral aos moradores da região sudeste. Além do Jardim Tangará, mais oito bairros serão atendidos: Jardim das Nações I e II, Jardim Ouro Verde, Dom Bosco, Olívia Park, Villa Lobos, Terras de Santa Olívia, Portal do Lago e Jardim Paulista.

Esta é a 5ª creche construída pela administração atual em quatro anos. A obra da unidade atendeu também a uma antiga demanda da população da região indicada em reuniões do Orçamento Participativo.

De acordo com a administração, a obra faz parte do Proinfância (Programa Nacional de Reestruturação e Aquisição de Equipamentos para a Rede Escolar Pública de Educação Infantil), do Governo Federal, por meio do Ministério da Educação, e recebeu investimentos do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação). No entanto, o projeto da unidade é idêntico ao da Emei “Professor Paulo Roland Lordello”, que fica no Jardim Itamaraty e foi entregue pela Prefeitura em 2012.

unidade
Nova creche irá gerar mais 240 vagas em período integral para moradores de nove bairros da região sudeste.

“Com esta creche estamos semeando o futuro das crianças dessa região para terem melhores oportunidades. Peço às diretoras e professoras para que preparem muito bem esse alunos, pois o leque de opções de ensino em Araras é vasto que conta atualmente com mais 48 cursos técnicos e superiores. Ainda em breve, a cidade irá se tornar um polo de educação regional com a implantação da Faculdade de Medicina, do Instituto Federal, do novo Senai e da Fatec”, destacou o prefeito Nelson Dimas Brambilla (PT – Partido dos Trabalhadores).

A escola conta com equipamentos e mobiliários modernos que contaram com investimentos da Prefeitura e do Governo Federal. O prédio possui 1.000 m² de área construída e conta com salas de aula, informática e leitura, além de sanitários, fraldários, lactário, pátio coberto, playground e refeitório.

A secretária de Educação Elizabeth Cilindri falou comentou a importância da construção de novas unidades de ensino na cidade. “O prefeito não está medindo esforços para construir mais escolas. A creche ficou muito bem equipada e conta recursos pedagógicos modernos e mobiliários comprados com investimentos da Prefeitura e do Governo Federal que muito nos ajudou para que essa obra fosse concretizada”, disse.

Desde 2011 outras quatro unidades já foram entregues, gerando um total de 1.200 vagas na cidade. Entre elas estã a Emei “Luiz Henrique Borelli” (240 vagas), no Jardim Morumbi; Emei “Leny de Oliveira Zurita” (240 vagas), na Vila Dona Rosa; Emei “Professor Paulo Rolando Lordello” (240), no Jardim Itamaraty e a Emei “Luciana Daltro” (240 vagas) no Jardim Alto da Colina.

Também participaram da inauguração da nova creche, a primeira-dama Elaine Brambilla; a diretora da Emei “Dra. Zilda Arns”, Márcia Cristina Pinto Corte; os vereadores Breno Cortella (PT – Partido dos Trabalhadores), Marcelo de Oliveira (PRB – Partido Republicano Brasileiro), Carlos José da Silva Nascimento – Zé Bedé (PT – Partido dos Trabalhadores) e Mário Corrochel Neto – Bonezinho (PP – Partido Progressista), além da coordenadora diocesana da Pastoral da Criança da Diocese de Limeira, Teresa Cristina Almeida.

 

Aumento de 311,5% no número de vagas em creches

A Prefeitura de Araras aumentou em 311,5% o número de vagas em creches na cidade nos últimos seis anos. Em 2009, haviam 816 vagas disponíveis. Já em 2015, são 3.358 vagas, contando com as 240 criadas com a entrega da Emei “Dra. Zilda Arns Neumann”, na última quinta-feira, dia 14 e que esta semana já começou a receber as primeiras crianças. A rede municipal de creches praticamente dobrou de tamanho no período: eram seis em 2009 e hoje são 11.

Desde 2009 a administração municipal vem intensificando as políticas públicas para assegurar vagas em creches, para crianças de zero a cinco anos de idade, questão que chegou a ter anterior intervenção do Ministério Público local.

Na época em que o prefeito Nelson Dimas Brambilla assumiu a Prefeitura, ainda como interino, a cidade não tinha condições de construir novas unidades de ensino infantil com a agilidade necessária para atender à demanda reprimida. As filas de espera chegavam a ter até 50%, 60% a mais do que o número de crianças atendidas nas creches então existentes.

No entanto, foi aí que entrou o programa Pró-Creche, pelo qual a Prefeitura paga para unidades particulares atenderem as crianças que não encontram vaga na rede pública municipal. Hoje o programa disponibiliza 1.342 vagas, mas a meta da administração, em médio prazo, é que elas sejam ofertadas nas unidades municipais, especialmente, as novas creches que vem sendo entregues e as que estão sendo iniciadas.

Hoje são oito escolas particulares participantes do programa, que desempenham um papel decisivo no atendimento da demanda. A Prefeitura investe cerca de R$ 280 mil ao mês para custear o atendimento das crianças nas instituições privadas.

De acordo com a secretaria de Educação, as listas de espera para vagas em creche que já chegaram a ter mais de mil crianças, hoje tem cerca de 150. (Com informações da Secom)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*