Provas de Língua Portuguesa e Matemática serão aplicadas aos alunos entre os dias 17 e 20, nos períodos da manhã e tarde.

Aproximadamente dois mil alunos dos 1º e 2º anos do ensino fundamental da rede municipal de ensino participam do novo ciclo de provas do Iapel (Índice de Avaliação Pedagógica Local), que, segundo a Secretaria Municipal de Educação, é considerado um dos mais importantes itens que contam pontos para o pagamento do prêmio do IVPE (Índice de Valorização do Profissional de Educação), concedido em cada fim de ano aos educadores das escolas da Prefeitura. Os estudantes realizam os exames a partir de hoje, dia 17.

Neste ano, como a pasta não contará com o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) para compor o IVPE, a evolução dos alunos no Iapel corresponderá a 40% do cálculo para o pagamento do prêmio. Já os outros componentes para o restante da somatória serão assiduidade e participação em cursos de formação continuada.

De acordo com a diretora de coordenadoria de formação continuada da Secretaria Municipal de Educação, Luíza Helena Teixeira Viana, as provas de Língua Portuguesa e Matemática serão entre os dias 17 e 20, nos períodos da manhã e tarde. “As avaliações serão aplicadas pelos professores regulares das turmas, sempre acompanhados por um representante do corpo técnico da SME”, explica.

No entanto, a previsão é de que os resultados dessas provas sejam conhecidos até o final de abril, quando também já terão sido aplicadas as avaliações, inclusive de outras disciplinas,  para alunos do 3º ao 9º ano do ensino fundamental municipal.

Estudantes do ensino infantil e das escolas especiais também serão avaliados, conforme metodologia elaborada e constantemente aprimorada pela SME. As demais provas do ciclo 2015 do Iapel serão aplicadas em agosto e novembro.

O IVPE foi instituído em 2013 pela Prefeitura para reconhecer financeiramente o comprometimento dos profissionais de Educação nos projetos pedagógicos e na política de melhoria da qualidade do ensino municipal. Em 2014, primeiro ano de efetividade do programa, com o cálculo do IVPE baseado nos três quesitos previstos em lei, 1064 professores receberam cerca de R$ 1,7 milhão, pagos no final de janeiro de 2015. (Com informações da Secom)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*