Os organizadores avaliam que 1200 mil pessoas participaram da manifestação contra a presidente da República, Dilma Rousseff (PT – Partido dos Trabalhadores) e a corrupção no país na manhã deste domingo, dia 12, em Araras. Já a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Civil contabiliza cerca de 400 pessoas nas ruas. Na edição anterior a GM divulgou que foram mais de 3 mil pessoas que aderiram ao movimento na cidade.

Manifestantes em Araras

Élcio Rodrigues Júnior, um dos organizadores do movimento no município, afirmou que avalia como positiva a manifestação. “Sabíamos que haveria uma queda no número de participantes, talvez pelo cansaço ou por demorar um pouco o resultado da manifestação. As pessoas querem sair às ruas e ter um resultado imediato. Mas foi positivo, pois está crescendo em relação aos locais que acontece. Acreditamos que é importante colocar o povo na rua que é a única coisa que põe medo no político, vemos isso pela reação do Governo Federal que se preocupou com o movimento”, ressaltou.

Os manifestantes que vestiram verde e amarelo, cores da bandeira nacional, saíram de frente da Basílica Nossa Senhora do Patrocínio, na Praça Barão, caminharam pelas principais ruas da cidade com gritos de ordem e cantando o hino nacional. Poucos políticos de Araras participaram, entre eles os tucanos  Anete Monteiro Casagrande – vereadora, Pedro Eliseu Filho – ex-prefeito e Marcelo Coelho Fachini (PMDB).

A revolta foi motivada pelo aumento do preço do litro da gasolina, a corrupção na Petrobras (maior estatal brasileira), aumento dos impostos e arrocho fiscal. Uma pesquisa realizada pelo Instituto Data Folha na tarde do domingo, na região da Paulista, com 1.320 pessoas apontou que o  impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) é apoiado por 77% dos que estiveram no ato. Pedir o impeachment da presidente ficou em segundo lugar, porém, quando os participantes foram perguntados sobre a motivação principal que os levou ao ato, com 13% das respostas – a luta contra a corrupção ficou com 33%. Onze por cento disseram que foram até a Paulista protestar contra o governo, e outros 11% foram protestar contra o PT. Entre os manifestantes, 74% disseram saber que o vice-presidente assumiria o governo em caso de afastamento de Dilma, e 90% afirmaram saber que o vice é Michel Temer (PMDB – Partido do Movimento Democrático Brasileiro).

Pelos dados oficiais manifestantes fizeram protestos em ao menos 224 cidades em 24 estados e no Distrito Federal neste domingo.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*