Governo tenta equilibrar as contas com suspensão de R$ 16 bilhões do Orçamento deste ano. Metade do montante bloqueado é de receitas previstas com a privatização da Eletrobras

A outra parte de R$ 8 bilhões é do remanejamento de gastos, que precisam de aprovação do Congresso.

A medida, anunciada na sexta-feira pelo ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira tem efeito cautelar, para que o governo gaste mais do que arrecada.

O ministro afirmou que, se até o fim do ano, sobrar dinheiro, o governo poderá utilizar os recursos.

A privatização da Eletrobras deveria alcançar cerca de R$ 12 bilhões para a receita, mantida no Orçamento, mas agora, reduzida com a reserva de R$ 8 bilhões, caso os resultados esperados com a venda da estatal não sejam atingidos.

Já a reseva para o remanejamento de gastos incluem verbas de R$ 2 bilhões para os municípios, e o mesmo valor para a Saúde, em projeto de lei que o governo enviará ao Congresso.

Mais Notícias

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*