Bispo de Formosa, José Ronaldo Ribeiro, e outros cinco padres, entre eles, o vigário-geral foram presos em Goiás nesta segunda-feira (19)

São suspeitos de desviar R$ 1 milhão por ano da diocese, segundo investigação do Ministério Público.

Os padres utilizaram o dinheiro para comprar uma fazenda de gado e uma casa lotérica na cidade de Posse, interior do estado.

Outra parte do dinheiro foi encontrada no fundo falso de um guarda-roupa na casa do monsenhor Epitácio Cardozo Pereira, na cidade de Planaltina.

O bispo negou envolvimento nas irregularidades. O vigário, segundo cargo na hierarquia da diocese, também afirmou que o dinheiro não pertence a ele, e sim a igreja.

A investigação começou em 2015, após denúncia de fiéis por suspeita de uso indevido de bens pela direção da Cúria Diocesana de Formosa.

Mais Notícias

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*