Uma prisão inusitada aconteceu no início da tarde de ontem (6), em Araras. Praticamente uma família toda foi presa e autuada em flagrante por tráfico de drogas – todos são de classe média alta, segundo a Polícia Civil.

Foram apreendidas cerca de 260 gramas de cocaína em pasta bruta, além de uma balança de precisão. O material estava no galpão de uma empresa da família, localizado no Jardim Universitário, próximo à avenida Melvin Jones.

De acordo com o delegado Tabajara Zuliani dos Santos, essa apreensão é fruto de uma investigação da Polícia Civil. “Essas prisões são frutos de uma investigação que, a princípio, era de tráfico drogas sintéticas, como LSD, realizadas com o uso dos Correios. No entanto, ela tomou rumos diferentes após prisões nos meses anteriores”, disse.

O delegado ainda comentou sobre a particularidade das prisões envolvendo essa investigação. “Não é algo comum realizar prisões de tráfico com pessoas com nível social elevado. No entanto, a Polícia está aqui para prender quem quer que seja, caso esteja envolvido com o crime”, explica.

A droga foi apreendida em um galpão no Jardim Universitário
A droga foi apreendida em um galpão no Jardim Universitário

A Polícia Civil ainda ressaltou que apenas um dos quatro detidos era alvo das investigações. “Na verdade, três das pessoas foram presas por tentarem atrapalhar a ação policial, inclusive tentando possivelmente se livrar das drogas”, contou Tabajara.

A operação para a prisão teve início assim que os investigadores chegaram ao comércio e se depararam com o pai do suspeito, que, a princípio, não autorizou a entrada dos policiais no local. No entanto, os investigadores perceberam que um dos dois filhos que estavam no local tentou sair do galpão com a droga escondida na cueca e o abordaram.

Os três que estavam no local acabaram sendo detidos e levados à Delegacia de Polícia, sendo que nenhum deles era o principal alvo das investigações e sim um terceiro filho que, minutos após a prisão, se apresentou na Delegacia e também foi detido.

Hoje (7), os envolvidos serão apresentados à justiça para Audiência de Custódia e dependerão do que for definido, para responder pelos crimes em liberdade ou não.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*