Maquinas trabalham no local para evitar novos desmoronamentos  Crédito: Cesar Foguel/TV Opinião
Maquinas trabalham no local para evitar novos desmoronamentos
Crédito: Cesar Foguel/TV Opinião

O trânsito sobre a ponte que fica na confluência dos Ribeirões das Araras e das Furnas, próximo ao Residencial Samantha, precisou ser interditado desde o último sábado, dia 21. A medida foi adotada por questões de segurança, já que parte das estruturas que escoravam a cabeceira da ponte cedeu após a chuva registrada na noite de sexta-feira, dia 20. A ponte faz parte das intervenções do projeto de macrodrenagem urbana, realizado por meio de parceria entre a Prefeitura e o Governo Federal, com recursos do PAC 2, e será substituída em breve por um novo dispositivo, já em construção no local.

Equipes da empresa Tecla, responsável pela execução da obra, estão trabalhando no trecho para reforçar o escoramento com estruturas metálicas, visando liberar o trânsito em, pelo menos, uma faixa de rolamento da via pública nos próximos dias. A previsão é que o serviço deve ser finalizado até o fim desta semana.

“As escoras são necessárias porque as escavações para o alargamento da calha do Ribeirão das Araras já estão bem próximo à ponte e isso pode acabar interferindo na estrutura dela. Além disso, temos uma obra de remanejamento da rede de esgoto realizada pelo Saema neste trecho, que também envolve escavações no local”, explicou o secretário municipal de Obras e de Planejamento, Fábio Augusto Franco.

“A Prefeitura acompanha e fiscaliza o andamento das obras do PAC. Já tínhamos, inclusive, notificado a empresa Tecla para que realizasse o trabalho com cautela, principalmente neste trecho que concentra um fluxo intenso de veículos por servir de acesso a várias regiões da cidade”, completa.

Franco reforça que a nova ponte que será implantada no local já está com os pilares concretados e que a construção do tabuleiro deve começar nas próximas semanas.

 

Desvios no trânsito

A interdição da ponte ocasionou mudanças temporárias no trânsito em outras vias da região. O Demutran (Departamento Municipal de Trânsito) orienta que os motoristas evitem usar a Avenida Milton Severino como acesso entre as regiões central e leste. A alternativa é utilizar as avenidas Loreto e João Crepischi, que também possibilitam a mesma ligação inter-regional.

Motoristas que trafegam pela Milton Severino, sentido zona leste/centro, terão que subir a Avenida Horácio Krepschi – que passou a ter sentido único, provisoriamente, no trecho entre a Avenida Marginal e a João Crepischi – saindo próximo ao posto Nova Araras. O acesso está fechado para quem quiser descer pela Horácio Krepischi, que passa em frente ao Atacarejo Tonin, sentido Marginal.

Já quem vem pela Avenida Dona Renata pode utilizar a ponte localizada em frente à Krepischi Lar & Construção para fazer o retorno e ter acesso ao outro lado da Marginal. A ponte passou a ter mão dupla, temporariamente.

Quem vai para a zona norte, após passar pela ponte em frente à Krepischi, pode acessar a Rua 21 de Setembro até a Avenida Capitão Arthur dos Santos e voltar à Avenida Marginal, saindo próximo à concessionária Honda Aversa. De lá, é possível fazer a conversão na próxima rotatória, localizada um pouco antes da Incubadora de Empresas.

(Com informações Secom)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*