70% dos peritos do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) de Araras aderiram à greve da categoria nesta sexta-feira, dia 4, conforme informações do movimento grevista. A paralisação no atendimento dos serviços completa, em algumas agências, 60 dias. As reivindicações dos servidores são reajustes de salários e a falta de realização de concurso público. Aqui em Araras a greve teve início em 22 de julho.

Hoje a greve completa 46 dias e até a última quinta-feira, dia 3, o único setor que estava atendendo em 100% era o setor de perícias médicas. Mas, agora, com a adesão ao movimento, são apenas 30%.

A perícia médica é requisito para benefícios como auxílio-doença, aposentadoria por invalidez, aposentadoria especial e para reconhecimento de acidentes de trabalho. Em Araras, por exemplo, outros serviços tais como aposentadorias, pensões, Loas, atualizações cadastrais, manutenção de benefícios, inscrições e revisões estão totalmente sem operação.

Na pauta de reivindicações da categoria, estão redução da carga horária de 40 horas para 30; incorporação de benefícios ao salário; redução de níveis de progressão; recomposição do quadro de peritos e aumento salarial de 27% em dois anos. Enquanto isso, a proposta do governo é de aumento de 21,3% em quatro anos.

“Espera-se que com esta decisão tudo seja resolvido o mais breve possível. O trabalhador paga a previdência social e tem que ter o direito de usar os serviços quando precisar. A situação está cada dia pior. Confiamos que as autoridades competentes ajam com brasilidade nesta semana que se comemora a Independência do Brasil e resolvam, de uma vez por todas, esta situação desagradável e terrível que os diversos segmentos estão  

enfrentando”, disse Silvana Michelin, pedagoga.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*