Vírus da febre amarela é encontrado na urina e no sêmen de paciente

Esta outra forma de detectar a doença foi descoberta por pesquisadores da USP, PUC e dos Institutos Butantã e Emílio Ribas. Hoje, a infecção é confirmada por meio de exame de sangue e a nova metodologia deverá trazer mais segurança aos diagnósticos.

De acordo com o portal G1, os pesquisadores conseguiram isolar um vírus que estava na urina de homem de 65 anos. O paciente foi infectado pela febre amarela em Minas Gerais e conseguiu sobreviver.

O vírus estava em seu rim e os cientistas afirmam que foi expelido pela uretra. O estudo mostrou que o vírus sobrevive três vezes mais tempo na urina do que no sangue, cerca de 21 dias.

Mais Notícias

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*