Curitiba(PR) - A polícia Militar reforça a segurança do perímetro da superintendência da polícia federal na capital paranaense, após a prisão do ex-presidente lula (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Em cerca de quinze dias, já foram gastos 150 mil reais para reforçar a segurança do ex-presidente Lula na sede da Polícia Federal em Curitiba

Pelo alto valor, e também por conta dos transtornos causados, policiais da instituição pediram a transferência do petista para um estabelecimento prisional adequado para o cumprimento da pena.

Segundo o documento endereçado à juíza Carolina Lebbos, da execução penal, a Polícia Federal estima gastos de aproximadamente 300 mil reais no mês para reforçar a segurança da superintendência.

Outro argumento para a retirada do petista de Curitiba foi a alteração da rotina da unidade prisional, devido a modificações na circulação de pessoas e veículos

Pela proximidade com o feriado de primeiro de maio, Dia do Trabalhador, os delegados da Polícia Federal também afirmam ter receio de manifestações de movimentos sociais e de trabalhadores nesta data. As informações são da colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.

Mais Notícias

COMPARTILHAR