O piloto estava em uma motocicleta adaptada para trilhas rurais (motocross)

O jovem piloto profissional de carros, Rafael Rodrigues Zapelini, de 32 anos, morreu no último domingo, dia 1º, em Araras após sofrer uma queda de motocicleta e se chocar com um carro em uma

O piloto estava em uma motocicleta adaptada para trilhas rurais (motocross)
O piloto estava em uma motocicleta adaptada para trilhas rurais (motocross)

rotatória. Zapelini pilotava carros em competições nacionais de automobilismo.

O acidente aconteceu em uma rotatória que está sendo construída nas proximidades do Jardim Aeroporto, entre a avenida Fábio da Silva Prado e a rua João Rossi. Segundo testemunhas, o piloto estava em uma motocicleta adaptada para trilhas rurais (motocross) e no momento em que se aproximava da construção se chocou com um cavalete de sinalização “PARE” do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) que estava no local. Com o impacto, Rafael veio ao chão se arrastando até se chocar contra a frente de um outro carro que vinha em sentido inverso do piloto.

A vítima foi socorrida pela equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levada até o Hospital São Luiz de Araras, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

 

Rafael Zapeline

O piloto integrava a equipe Rodoerre Racing em competições da Mercedes Benz Grand Challenge ao lado de seu pai, chefe de equipe, Luiz Zappelini. Em um post no blog de Luc Monteiro, jornalista especializado em automobilismo, há uma homenagem ao piloto. “Um garoto, cujo astral era sempre ‘grande’… As pessoas têm ido embora muito cedo e isso entristece tanto quanto aborrece perder um colega de trabalho, é assim que vejo os pilotos de corrida, por algo tão estúpido quanto um acidente com motocicleta”, diz um trecho do post.

O jornalista ainda ressalta sobre o momento da carreira do piloto. Numa de nossas últimas conversas sobre o automobilismo que nos colocou nos mesmos lugares em alguns momentos das nossas vidas Rafa mencionou ter vendido seu carro de corridas para o pessoal da AGB Preparações. Falou que até considerava a possibilidade de correr algumas provas pela equipe ainda em 2015, mas que estava pensando em construir algo para voltar a correr 2016”.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*