A Secretaria Municipal de Educação realiza o piquenique azul, evento que marca o encerramento das atividades da Semana de Conscientização sobre o Autismo, que visa promover a participação dessas pessoas em espaços de convívio social, além de estabelecer troca de experiências entre os pais das crianças com a síndrome. A ação acontece hoje, dia 10, a partir das 15 horas, no Parque Municipal “Fábio da Silva Prado” (Lago).

Atividade visa promover a participação da pessoa autista em espaços de convívio social, além de estabelecer troca de experiências entre os pais das crianças com a síndrome.

A diretora da Coordenadoria de Educação Especial, Gislaine Sanchez Luperini, comentou a iniciativa. “Queremos promover um momento de lazer entre as crianças autistas e seus pais, com reflexão e descontração”, disse.

De acordo com a Educação, os alimentos para o piquenique serão doados pelo Supermercado Tiradentes, sendo que o cardápio inclui refrigerante, achocolatados e bolos.

A programação da Semana do Autismo começou no dia 2 de abril e envolveu atividades como panfletagem e soltura de balões com sementes na Praça Balão de Araras, mesa redonda com profissionais e estudiosos da área de educação especial, café da manhã com pais de alunos autistas e exibição de filme temático seguido por discussão e depoimentos.

Escolas municipais

Em Araras, segundo dados da Coordenação de Educação Especial da Secretaria de Educação, 40 alunos autistas estão matriculados na rede municipal de ensino.

A diretora da Coordenadoria de Educação Especial Gislaine Sanchez Luperini explica que é preciso intensificar a propagação de mais informações sobre o transtorno. “A divulgação de informações sobre o autismo é uma arma eficaz contra o preconceito. Nos últimos anos, houve uma boa melhora, porém muitos ainda não têm conhecimento sobre as características do autista. Por isso, reforçamos as ações de conscientização este ano”, afirmou.

Na rede municipal de ensino, os alunos com autismo estão matriculados normalmente nas unidades e recebem atendimento especial no contraturno escolar, duas vezes por semana, em sala de recursos especializada para alunos com a síndrome. No entanto, a Secretaria de Educação conta com 24 professores especializados em educação especial, que atendem alunos com múltiplas deficiências. (Com informações da Secom)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*