Uma das dicas é acessar a sua conta bancária a partir de redes Wi-Fi públicas. Sempre que possível, acesse a sua conta apenas a partir da rede de sua casa ou de seu plano de dados

Em Araras é constante o número de vítimas de golpes aplicados pela internet

Polícia Civil divulga orientações de segurança na internet
Uma das dicas é acessar a sua conta bancária a partir de redes Wi-Fi públicas. Sempre que possível, acesse a sua conta apenas a partir da rede de sua casa ou de seu plano de dados

Com a evolução das mídias digitais e consequentemente os bancos também cada vez mais se informatizando, atualmente o cliente de qualquer agência pode optar por ir cada vez menos ao banco e resolver “sua vida financeira” pela internet, via computador ou smartphone.

Porém, com essa evolução e novidades, também vieram novos problemas, como novas práticas de crimes, principalmente furtos e estelionatos de forma online, crimes estes praticados de diversas maneiras, inclusive em Araras, onde vítimas registram constantemente golpes levados na Delegacia de Polícia. Pensando nisso, a Polícia Civil possui uma cartilha de orientações e cuidados relacionados ao assunto.

Fique atento às seguintes ações

* Sempre verifique o endereço do site do banco antes de utilizá-lo. Um dos truques mais usados por criminosos para ter acesso a contas bancárias pela internet é a criação de sites falsos de bancos, mas que se assemelham bastante às páginas verdadeiras;

* Cuidado com e-mails falsos em nome do banco. Esse é outro artifício bastante utilizado pelos golpistas. A mensagem tenta induzir o usuário a clicar em um link ou em um arquivo anexado que possui propriedades maliciosas. Para isso, o texto pode afirmar, por exemplo, que o usuário tem uma dívida pendente ou teve determinada quantia sacada da sua conta recentemente;

* Fique bastante atento a e-mails em nome de bancos. Lembre-se que, normalmente, as instituições bancárias não fazem cobranças por e-mail. Além disso, estas mensagens costumam ter características que facilitam a sua identificação, como erros de ortografia, formatação irregular ou conteúdo apelativo, que usa argumentos para convencê-lo de algo;

* É importante ter em mente que os bancos podem enviar comunicados por e-mail, mas não pedem atualização cadastral, confirmação de dados, sincronização de tokens ou qualquer ação do tipo nas mensagens;

* Vale frisar também que e-mails maliciosos nem sempre utilizam nome de bancos. Falsas mensagens que oferecem prêmios, fotos, denúncias ou notificações judiciais, por exemplo, também podem ser usadas. O objetivo é o mesmo: fazer o usuário clicar em um link ou em um arquivo anexado;

* Cuidado com e-mails ou contatos telefônicos que pedem dados pessoais. Quando você entra em contato com o banco, normalmente a instituição pergunta alguns dados pessoais para ter certeza de que você é, de fato, dono da conta. No entanto, o contrário não acontece. Por isso, ao receber solicitações do tipo, ignore e, se for o caso, fale com o gerente ou o serviço de atendimento ao cliente da instituição para se certificar da legitimidade do contato;

* Evite utilizar o internet banking a partir de computadores públicos, aqueles disponibilizados em escolas, faculdades, bibliotecas ou lan houses, por exemplo – para acessar a sua conta bancária. Prefira fazer o acesso apenas em computadores ou dispositivos móveis pessoais;

* Não acesse a sua conta bancária a partir de redes Wi-Fi públicas. Sempre que possível, acesse a sua conta apenas a partir da rede Wi-Fi da sua casa ou de seu plano de dados;

* Use apenas os aplicativos móveis oficiais do banco. É cada vez mais comum o acesso ao internet banking a partir de smartphones e tablets;

* Monitore a sua conta com extratos via e-mail e avisos por mensagem de celular, que é enviada tão logo uma transação seja realizada em sua conta ou em seu cartão de crédito. Esta é uma maneira bastante interessante de acompanhar as movimentações em sua conta e identificar qualquer transação que você desconheça;

* Procure variar horários e dias para realizar operações no caixa eletrônico ou mesmo na agência bancária, evitando a rotina;

* Jamais saia do banco com qualquer pacote nas mãos, isto chama a atenção dos golpistas;

*Evite sacar grandes quantias. Prefira outros meios de pagamento. Alguém pode estar de olho só esperando essas vítimas. Caso seja realmente necessário, leve pessoas de confiança consigo.

Lucas Neri

Mais Informação

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*