Caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Araras

O indivíduo foi levado para a Delegacia de Araras, onde, inclusive, foi reconhecido por outras vítimas

A Polícia Militar prendeu um dos suspeitos de praticarem roubos de caminhonetes de luxo pela região. Até então mais de 30 casos foram registrados, sendo 14 em Araras.

Segundo informações do Boletim de Ocorrência, policiais militares da Força Tática de Leme seguiam pela rodovia Anhanguera com destino à cidade de Limeira, quando, via Copom, foram informados sobre o caso de um assalto em Araras e que a vítima estaria em poder dos criminosos, e ainda que em outros roubos da mesma natureza os suspeitos costumam manter as vítimas em cativeiro na altura do quilômetro 168 da rodovia dos Bandeirantes, em Cordeirópolis.

Os PMs decidiram averiguar e no KM 167 da via avistaram dois homens caminhando pelo acostamento próximo a um canavial. Eles foram abordados e um deles informou aos policiais que foi assaltado e que um segundo elemento fugiu com sua Ford Ranger com placas de Pirassununga. O roubo, segundo a vítima, teria acontecido no estacionamento de uma loja no Centro de Araras.

Com o suspeito foi encontrado um revólver Taurus com cinco munições intactas, além da quantia de R$ 872 em dinheiro. Ele ainda contou aos policiais que seu comparsa os deixou no local da abordagem, que iria levar a caminhonete roubada para Limeira e em seguida outro automóvel o viria buscar. Com tais informações policiais fizeram buscas pelas proximidades, mas ninguém foi encontrado.

O suspeito foi levado para a Delegacia de Araras, onde, inclusive, foi reconhecido por outras vítimas. A Polícia Civil também já identificou o segundo indivíduo, o qual já está sendo procurado. Também há hipótese de que mais suspeitos estejam envolvidos. Quanto a última vítima, sua caminhonete não foi encontrada e a mesma ainda teve o seu aparelho celular levado.

O crime chamou a atenção das policias Militar e Civil, além de Guardas Municipais da região, pois já aconteceram mais de 30 roubos de caminhonetes de luxo, sendo 14 em Araras. Várias ações já foram realizadas para tentar prender os criminosos.

Outras notícias

COMPARTILHAR