Na ação, os policiais recuperam a carga de 50 notebooks da marca Acer, cuja nota fiscal aponta o valor total de R$ 102 mil. (Foto: Lucas Neri/Opinião)

Além dos suspeitos, os policiais também apreenderam aparelhos celulares, ferramentas, quantia em dinheiro, além de três veículos usados na ação

As policias Rodoviária e Militar prenderam três integrantes de uma quadrilha especializada em roubos de carga na zona rural de Araras. Na ação foram recuperados computadores notebooks, subtraídos de um caminhão na Rodovia Anhanguera. Outros suspeitos conseguiram fugir.

Segundo informações do Boletim de Ocorrência, policiais rodoviários estavam na Praça de Pedágio do Município de Leme quando receberam uma denúncia de que homens encapuzados e armados estavam em um veículo vermelho abordando um caminhão próximo a uma torre de antena em Araras. Os PRs foram até o local informado e não encontraram ambos os veículos, quando iniciaram buscas por uma estrada de terra que liga ao bairro São Bento e avistaram três veículos.

Os policiais conseguiram abordar o ocupante de uma Pajero de cor vermelha, enquanto os demais veículos conseguiram fugir. No interior do automóvel foram localizados 50 notebooks da marca Acer, ainda nas caixas. Questionado, o suspeito confessou que havia participado do roubo, mas que não estava com as armas usadas no crime.

Com isso, foi solicitado o apoio da Policia Militar de Araras, que conseguiu prender outros dois suspeitos de terem participado na ação criminosa. Na sequência as equipes realizaram buscas pelas imediações do local da abordagem e encontraram a vítima e um caminhão de pequeno porte que teve a carga subtraída pelos ladrões.

O motorista do caminhão foi levado para a Delegacia de Policia de Araras, onde reconheceu dois dos criminosos. Já o terceiro rapaz, a vítima não soube informar se havia participado na ação, mas que ele estava com a mesma cor de camisa dada na denúncia aos policiais. Demais suspeitos conseguiram fugir.

Os três homens permaneceram presos e foram encaminhados para a Cadeia Pública de Pirassununga, onde permanecem à disposição da Justiça. Já a carga foi integralmente recuperada, cuja nota fiscal aponta o valor total de R$ 102 mil.

Outras notícias

COMPARTILHAR