Dirce Augusta Tesch Rodini

A entrevistada de hoje é a professora aposentada Dirce Augusta Tesch Rodini (79). Mulher independente e determinada, fez o primeiro grau em Pirassununga.

“Fui muito feliz na minha adolescência e tive muitos amigos”. Um fato especial marcou esta época. “Tratava-se do quarto centenário de São Paulo e o professor de história nos levou em excursão, onde conheci o Parque Ibirapuera e o Planetário. Foi maravilhoso!”.

Em Araras Dirce estudou na Escola Estadual “Dr. Cesário Coimbra” e em São José do Rio Pardo fez o curso de letras, “onde tive excelentes professores”.

Musicista, ela tocava piano. “Hoje não toco mais”. Formada em canto orfeônico pelo Conservatório da Pontifícia Universidade Católica de Campinas, a PUC, “dediquei-me a cumprir o que prometi: ‘prometo de coração servir a arte, para que o Brasil possa, na disciplina, trabalhar cantando”.

Lecionou a matéria à qual se especializara e também língua portuguesa na Escola Industrial “Prefeito Alberto Feres”, hoje Escola Técnica Estadual do Centro Paula Souza, onde se aposentou.

Dirce recebe os cumprimentos do Príncipe dos poetas,Guilherme de Almeida
Dirce recebe os cumprimentos do “Príncipe dos Poetas”, Guilherme de Almeida

Hábil com as palavras, prefere dizer que “não sou poetisa. Sou intérprete de poesias”. E neste particular ela guarda uma lembrança inesquecível quando conheceu o “Príncipe dos Poetas”, Guilherme de Almeida.

“Ele esteve em Araras a convite do Rotary Club e nesta data recebi o seguinte elogio: ‘À suave embelezadora dos meus versos, a minha gratidão e o meu reconhecimento’.

Fui orientada por ele como declamar ‘A rua das rimas’”, conta Dirce. “Fiquei muito orgulhosa e parece que as pessoas também”, frisa.

 

A professora foi casada com o advogado Wanderley Penteado Rodini (de saudosa memória) e é mãe de Wanderley, João e Luciana. Avó de Luciana, Igor, Andrew, Manuela e Pedro e bisavó de Amanda, a quem afirma serem “minha alegria”, orgulha-se de ser uma pessoa realizada.

Do lado esquerdo a neta Luciana, a direita de Direce, com o menino no colo, é a nora Fernanda, o menino é o neto Pedro, a menina é a neta Manuela (irmã do Pedro ) e o moço é o filho João (pai das crianças)
Do lado esquerdo a neta Luciana, à direita de Dirce, com o neto Pedro no colo, a nora Fernanda. A menina é a neta Manuela (irmã de Pedro) e por último o filho João (pai das crianças)

“Os projetos que tive consegui cumprir” e às novas gerações de professores e alunos faz menção a um dos símbolos do Brasil, cujo dia é comemorado em 13 de abril: “Gostaria de dizer a todos vocês que se dedicassem melhor ao cantar o Hino Nacional. Tenho certeza de que meus alunos aprenderam”.

 

Andrew (filho do Wanderley)
O neto Andrew (filho de Wanderley)
Neto Igor com a bisneta Amanda
O neto Igor e a bisneta Amanda

Por dentro

Um momento feliz – O nascimento dos meus filhos Wanderley, João e Luciana e a aprovação deles em excelentes universidades
Receita de sucesso – Persistência em tudo que faço
Maior frustração – A viuvez. Fui casada com o Dr. Wanderley Penteado Rodini e nos separamos por vontade de Deus quando do seu falecimento
O que tira seu sono – A preocupação com o futuro dos meus netos Luciana, Igor, Andrew, Manuela e Pedro e da minha bisneta Amanda
A personalidade da cidade – Francisco Salles Nogueira, professor de prosódia musical com livro publicado que contribuiu muito para minha formação
Receita de sucesso – Persistência
O que nunca quis fazer e acabou fazendo – Nada me ocorre
Piores sentimentos – Insensibilidade e negligência
A maior satisfação – Reunião em família, filhos e netos
Uma banda ou música – “Alegria, alegria” de Caetano Veloso
Uma palavra mágica – Agradecer
Lição que a vida lhe deu – Saber perdoar
Um hábito para se livrar – Pensar no que fazer no dia seguinte
Uma lágrima para – Meus irmãos que já se foram (José, Genézio, Oswaldo, Dalmo, Durval, Dirceu). Éramos oito. Hoje somos dois (Luiz Antônio e eu)
Uma qualidade sua – Acordar cantando
O que mudaria em sua vida – Nada
O que é um bom dia – Um dia de chuva
Uma viagem – Gramado/RS no Natal
Um filme – “Assim caminha a humanidade”.
Livros – “Memórias Póstumas de Brás Cubas” de Machado de Assis e “Laços de Família” de Clarice Lispector
Deus – Perfeição! Presente em todos os meus dias
O que você faz só dentro de casa – Algumas atividades domésticas. Gosto de cozinhar e usar o computador
Perfume – Paris Elysees
Saudade – Mocidade
Uma extravagância – Não faço

Por fora

Um inimigo respeitável – A velhice
Que balança seu coração – A injustiça social
Insubstituível – O amor
Marcante – O dia do meu casamento
Exemplo – Minha mãe Maria Duarte Tesch (Saudade!)
Mal-humorado – Perda de tempo
Mulher inteligente – Ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha
Homem inteligente – Francisco Buarque de Hollanda
Sábio – O coerente
O que você só faz fora de casa – Caminho e faço exercícios
O caminho mais rápido – Retidão
Capaz de escrever um livro sobre sua vida – Não
Sabe fazer sua cabeça – Com certeza
A companhia perfeita – Pessoas alegres e otimistas
O lugar preferido em Araras – Lago Municipal

Sinônimo de

Coragem – Martin Luther King
Elegância – Gisele Bündchen
Beleza – Isadora Dantas, concorrente ao título de Miss Brasil 2019 pelo Estado de Goiás
Sofisticação – Ronnie Von
Sensibilidade – Mostrar a alma
Dignidade – Meus filhos
Bom caráter – José Carlos Carleto Denardi, vice-prefeito de Araras
Liderança – O prefeito de Araras Rubens Franco Júnior
Talento – Flávia Souza, de Araras, participante do “The Voice Brasil 2018”
Lealdade – A família

Lema de vida

“Ser feliz é quase nada, mas é o que pretendo com a minha família”.

Coluna anterior: Ana Cláudia Grandi Lagazzi

Mais notícias

COMPARTILHAR