Há 26 anos, a soteropolitana Eliana Santos (49), em visita a seus familiares em Araras se encantou pela cidade, “principalmente pela beleza do Lago Municipal. Foi quando resolvi que aqui seria o lugar ideal para eu construir o futuro da minha família e uma oportunidade para crescer profissionalmente”. Apaixonada por moda desde a infância, confeccionou a primeira peça aos 12 anos. “E desde então nunca mais parei. Tenho muitos trabalhos pelos quais me dediquei muito e pelos quais tenho uma afeição muito grande. Dentre tantos, o que mais me orgulha foi ter sido por quatro anos figurinista e estilista da escola de samba Tradição de Araras. Outro por qual tenho um orgulho imenso foi a minha participação no projeto social Escola da Família, na EE Dr. Maximiliano Baruto, onde ensinava aos participantes corte e costura e modelagem, além de um projeto de modelos de passarela e teatro”.

Cada dificuldade enfrentada por Eliana a torna mais forte. “Se não tivermos luta, não teremos vitórias, por isso me considero uma vencedora”. E especifica: “Algo que sempre esteve presente em minha vida e que continuarei lutando é pela visibilidade dos negros em nossa sociedade. Sempre estive disposta a participar de qualquer projeto ligado às raízes afrodescendentes. Produzi figurinos para vários desfiles e apresentações que exaltam essas minorias, além de ter o prazer de vestir mulheres importantes para a nossa cidade e região, continuando geração após geração”. E frisa: “Muitas vezes perdi o sono para entregar roupas de casamento, festas e no dia seguinte sorrir para meus filhos, pois tudo vale a pena quando se tem fé”.

Alcançar a felicidade, para Eliana, não é fácil “e, às vezes, exige muito da gente, mas é um preço que vale a pena ser pago. Hoje me sinto realizada, pois sei que tenho o reconhecimento pelo meu trabalho. Sempre o fiz com muito amor e ser reconhecida por fazê-lo tão bem me deixa feliz. Não menos importante que o lado profissional, minha família sempre foi minha base. Dia após dia levanto e meus primeiros pensamentos são eles, isso me dá forças para prosseguir. Conforta-me saber que posso contar com meus familiares e amigos. E aqui quero citar meus pais e irmãos Edvaldo, Maria Lídia, Ana Paula, Indiana, Flaviana, Ivoneide, Marcondes e Marcos Ubirajara, além de meu esposo, companheiro de todas as horas Jean Pierre”.

Eliana afirma que aprendeu a conquistar seu espaço como mãe, estilista, dona de casa. Cita a amiga Pérola Monteiro dos Santos Quintiliano como uma mulher que atua pela valorização da cultura afrodescendente e empoderamento feminino, participando de ações voltadas a políticas públicas para as mulheres. “Ela mostra que tudo vale a pena quando a alma não é pequena. Juntas estamos nos fortalecendo para nos tornarmos pessoas melhores e construirmos uma sociedade mais justa e fraterna”.

Por dentro

Momentos felizes – Nascimento dos meus filhos Felipe, Fernando, Fábio, Flávio Francisco e Helloá Maria e a festa de bodas de ouro de meus pais
Receita de sucesso – Dedicação, carinho e amor pelo que você faz
Maior frustração – Frustra-me a hipocrisia da sociedade que fecha seus olhos diante de tantos problemas
O que tira seu sono – Minha preocupação em satisfazer os meus clientes
O que nunca quis fazer e acabou fazendo – Parar de estudar. Sinto muita falta. Minha filha está cursando psicologia e assim que terminar eu volto à faculdade
O pior sentimento – A perda
A maior satisfação – O amor
Uma banda ou uma música – The Beatles
Uma palavra mágica – Respeito
Lição que a vida lhe deu – Nunca desistir
Um hábito para se livrar – Não acho que eu tenha que me livrar de nada, faço tudo que eu gosto
Uma lágrima para – Minha avó
Uma qualidade sua – Ser mãe
O que mudaria em si mesma – Não mudaria nada
O que é um bom dia – Acordar todos os dias e agradecer a Deus por estar viva
Uma viagem – Viajar para o Egito
Um livro – “Se houver amanhã” de Sidney Sheldon
Filmes – “E o vento levou” e “Ao meu mestre com carinho”
Deus – Um ser absoluto, acima de todas as coisas
O que você faz só dentro de casa – Amo cozinhar
O caminho mais rápido – A pressa é inimiga da perfeição
Perfume – Channel
Saudade – Minha infância
Uma extravagância – Ir às compras

Por fora

Um inimigo respeitável – Meus medos
Que balança seu coração – O amor
Insubstituível – Minha família
Marcante – Nascimento de minha filha Helloá Maria
Exemplo – Minha mãe Lídia
Mal-humorado – Quando duvidam da minha capacidade
Mulher inteligente – Beyoncé
Homem inteligente – Martin Luther King
Sábio – Saber ouvir antes de responder
O que você só faz fora de casa – Ajudar o próximo
A personalidade da cidade de Araras – Dr. Nelson Salomé
Capaz de escrever um livro sobre sua vida – Tenho tantas histórias que um livro seria pouco
Sabe fazer sua cabeça – Considero-me autossuficiente
A companhia perfeita – Minha família reunida
O lugar preferido em Araras – Lago Municipal

Sinônimo de

Coragem – Márcia Cunha. Guerreira, focada e exemplo de vida
Elegância – Anete Spinola, Maria Luiza Salomé, Camila Maitto e Mara Carrascosa
Beleza – Edilene Casagrande. Da profissão à solidariedade, abre suas portas para entidades beneficentes
Sofisticação – Ieda Patrezzi Buzolin
Sensibilidade – Gilberto Salomé. Rotariano, empresario humilde e muito querido. Agricultor sempre envolvido com as causas sociais
Dignidade – Minha mãe Lídia transformou a luta da lida do sítio em oportunidades para nos tornarmos pessoas melhores. A doula Fátima Camargo que desempenha um trabalho de apoio e conforto à gestante antes, durante e após o parto
Bom caráter – Pessoas que estão lutando para que o Hospital São Luiz possa atender com dignidade os munícipes
Liderança – Betinho: Transformou sua fragilidade física em grandeza de humildade. Buscou a vida de forma intensa para si e para os outros, particularmente para os excluídos da sociedade. Seu humor e sua ironia juntavam-se a uma forte indignação diante da mínima injustiça
Talento – São pessoas que transformam a expressão não consigo em força de vontade e fé
Lealdade – Amor de mães aos filhos. O amor de mãe é o único bem que ninguém tira, é para sempre

Lema de vida

“Nunca desistir, erguer depois de cair, sorrir depois de chorar, falhar e voltar a tentar até que dê certo”.

Outras notícias

COMPARTILHAR