Araras passa a contar com um centro especializado para atender a população de rua a partir desta quinta-feira, dia 31. O Centro Pop (Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua) Narciso Gomes será inaugurado pelo prefeito Nelson Dimas Brambilla (Partido dos Trabalhadores), às 9 horas, na Rua Visconde do Rio Branco, 675, Centro.

Centro Pop vai funcionar na Rua Visconde do Rio Branco, 675, Centro  Crédito: Secom/PMA
Centro Pop vai funcionar na Rua Visconde do Rio Branco, 675, Centro
Crédito: Secom/PMA

De acordo com o divulgado pela Secretaria de Comunicação Social e Institucional, o novo serviço terá atividades sociais e educativas para ajudar na reinserção social e no resgate de vínculos familiares dos moradores de rua. Assim, pelas com informações a Secretaria de Ação e Inclusão Social, a ideia é que essas pessoas possam recuperar sua autoestima e voltar ao convívio com suas famílias e trabalho. Além disso, outra proposta é favorecer a mudança do olhar da sociedade em relação às pessoas em situação de rua.

O Centro Pop tem capacidade para atender até 80 moradores de rua por dia, acima de 18 anos. Entre as atividades socioeducativas que serão desenvolvidas estão a inclusão familiar; capacitação do cidadão; encaminhamento para cursos profissionalizantes; acolhimento e cuidado em Caps (Centro de Atendimento Psicossocial) e grupos de autoajuda; inserção na rede de ensino e disponibilização de atividades esportivas, culturais, de lazer e ocupacionais, bem como atividades religiosas e de valorização da autoestima, desenvolvidas com o apoio de voluntários.

Pelas informações, o trabalho da unidade é articulado com a rede socioassistencial, com as demais políticas públicas e órgãos de direitos e proteção social. Também visa proporcionar a inserção destas pessoas no cadastro único para programas sociais e nos benefícios sociais, contribuindo na construção da autonomia, da inserção social e da proteção às situações de violência.

Para o prefeito Brambilla este é mais um passo que o município está dando no enfrentamento dos problemas sociais. “Esta unidade tem o objetivo de facilitar o acesso do usuário para promover a reinserção social. É importante que todos os cidadãos sejam acolhidos igualmente no serviço público”, destacou.

O Centro Pop será composto por equipe formada por um coordenador, assistentes sociais, psicólogos, técnico de nível superior com formação em Direito, Pedagogia, Antropologia, Sociologia, Arte-educação, Terapia Ocupacional, profissionais de nível superior ou médio para a realização da abordagem social, desenvolvimento de oficinas socioeducativas, entre outras atividades, e auxiliar administrativo.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*