A professora de Redação, Gláucia Ramires Moreira, e Djalma Rebelatto de Gouveio (Literatura), do Colégio COC Araras, deram dicas realização do exame que acontece em outubro.

Faltam 45 dias para um dos exames mais esperados pelos alunos do ensino médio. Nos dias 24 e 25 de outubro acontecem as provas do Enem 2015 (Exame Nacional do Ensino Médio). A avaliação, que é dividida em dois dias (sábado e domingo), necessita de uma preparação que vai além do conhecimento e também do mental e físico, já que são quase dez horas de duração.

Sabendo das dificuldades e curiosidades que alguns alunos de Araras têm sobre a realização do exame, a reportagem do Opinião conversou com os professores Djalma Gouveia (Literatura) e Gláucia Ramiros (Redação), do Colégio COC Araras – instituição na qual obteve o melhor desempenho por escolas na edição de 2014 do Enem na cidade. Durante a entrevista, os docentes comentaram sobre a avaliação nacional, além de darem dicas para uma melhor realização da prova.

A professora de Redação, Gláucia Ramires Moreira, e Djalma Rebelatto de Gouveia (Literatura), do Colégio COC Araras, deram dicas realização do exame que acontece em outubro.
A professora de Redação, Gláucia Ramiros, e Djalma Gouveia (Literatura), do Colégio COC Araras, deram dicas realização do exame que acontece em outubro.

Para as questões das disciplinas que cairão na avaliação, Gouveia recomenda que o aluno tenha muita atenção ao respondê-las. “O enunciado das questões da prova é extenso e com isso exige muita atenção do aluno. Em exatas recomendo que não perca muito tempo com aquela pergunta que gerou dúvida, pois isso pode ‘cansar’ o raciocínio. Então o correto é pular esta questão e seguir para outra, deixando-a para resolver depois. Já em linguagens, é preciso que o aluno tome muito cuidado com a interpretação de textos, pois a prova do Enem trabalha muito com isso. É necessário fazer uma observação bem minuciosa do texto abordado nas questões, sabendo diferenciar os vários tipos de linguagens, tais como: verbais e não verbais; literário e não literário; conotativa e não conotativa; entre outros gêneros”, aconselhou o professor. “Sobre a interpretação de texto, vários temas poderão ser abordados. Com isso, o aluno precisa estar por dentro de vários assuntos. Neste ano vimos vários casos da atualidade, a sustentabilidade, a reforma e questão política, a questão de gêneros e sexualidade, a crise hídrica e econômica, imigração na Europa, maioridade penal, entre outros. É importante ler com cautela as questões, pois em muitas delas a resposta está no enunciado”, ressaltou Gouveia.

Já em redação, Gláucia deu dicas para o desenvolvimento do texto. “No exame, a redação tem o mesmo peso na nota referente as questões. Com isso o texto deve ser bem elaborado seguindo o padrão que o Enem pede: redação dissertativa argumentativa, ou seja, o texto deve ter introdução, desenvolvimento e conclusão”, apontou. “Vale ressaltar que a redação pede uma solução para o caso que foi abordado. Com isso o aluno deve ter um ponto de vista sobre o tema que escreveu e defendê-lo, sem ficar na incoerência, evitando também que caia no senso comum. Por último, recomendo que, para um melhor desenvolvimento na redação, o aluno comece por ela primeiro, para que não haja nenhuma pressão por parte do tempo”, concluiu a professora.

No primeiro dia de prova, os candidatos terão quatro horas e meia para fazer as provas de Ciências Humanas, Ciências da Natureza e suas Tecnologias. No segundo dia, serão cinco horas e meia para as de Linguagens, Códigos, Matemática e suas Tecnologias, além da redação.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*