Vereador Francisco Nucci Neto, licenciado, e o suplente em exercício Felipe Dezotti Beloto divulgaram na rede social Facebook a aprovação do MIT (Município de Interesse Turístico) para Araras

O vereador Francisco Nucci Neto com o deputado estadual Ricardo Madalena, no centro, ladeados pelos assessores do parlamentar de Araras Alan Berci e Rafael Zaniboni
O vereador Francisco Nucci Neto com o deputado estadual Ricardo Madalena, no centro, ladeados pelos assessores do parlamentar de Araras Alan Berci e Rafael Zaniboni

O deputado estadual Ricardo Madalena (PR) viu aprovado seu projeto de lei na Assembleia Legislativa que torna Araras “Município de Interesse Turístico”, com base na Lei Complementar nº 1.261, de 29 de abril de 2015, que estabelece as condições e requisitos para a classificação de Estâncias e de Municípios de Interesse Turístico. “O reconhecimento de Araras como estância turística trará investimentos da iniciativa privada e a Prefeitura passa a receber recursos do Estado. Isso faz  impulsionar o desenvolvimento da cidade, gerando mais emprego e renda”, explicou Madalena ao Opinião.

O município classificado como de interesse turístico ou como estância turística recebe recursos da Secretaria de Turismo, por meio do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias – Dade, para investir na execução de obras e programas ligados ao desenvolvimento do turismo nas cidades reconhecidas por lei. O vereador licenciado Francisco Nucci Neto (PR) destacou: “Projeto de lei protocolado em 2016 pelo deputado estadual Ricardo Madalena (PR) recebeu parecer favorável para ingresso de Araras no MIT (Município de Interesse Turístico). Segundo oficio enviado pelo deputado, Araras, que desde o ano de 2015 vem buscando essa certificação, cumpriu com todos os requisitos necessários para a tão esperada certificação de Cidade Turística. Com a conquista, Araras passa a receber anualmente do Governo do Estado uma verba de R$ 550.000,00, equivalente a quase R$ 46 mil por mês para investimento em obras e ações destinadas exclusivamente ao setor de turismo”, frisou.

O projeto de Ricardo Madalena, de 18 de fevereiro de 2016, pode ser conferido na íntegra por meio do link da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo https://www.al.sp.gov.br/propositura/?id=1302660​.

Com um trabalho detalhado sobre o município, o parlamentar paulista justificou seu projeto ressaltando, além da localização privilegiada e dados da fundação do município, os títulos obtidos, as belezas naturais, as fazendas “e potenciais atrativos como sítios de lazer, pesqueiros, cachaçarias, cervejarias e fábricas de produção singular, seja artesanal ou industrial. A cidade ainda conta com diversos equipamentos de lazer, que já atraem públicos internos e externos de visitantes, sejam eles públicos ou particulares”, dentre eles foram destacados na propositura o  Parque Municipal “Fábio da Silva Prado” (Lago Municipal), Parque Ecológico e Cultural “Gilberto Rüegger Ometto”, Estádio Herminião, Estande de Tiro e Paintball “Zorzo”, a Minifazenda “As três porquinhas”, além da vasta programação cultural, artística e esportiva, responsável por atrair público de outras cidades, promovida tanto pela gestão pública, como também por entidades privadas, nas quais podemos listar: Arraial na Praça, Festival do Café e Chocolate, Festa do Peão, Salão Ararense de Artes Plásticas “Antônio Rodini”, Encontro de Autos Antigos, Festa da Mandioca, Mostra de Teatro, Salão Nacional de Fotografia “Pérsio Galembeck”, Romaria dos Canoeiros, Cantatas de Natal, Show de Natal, Réveillon Cultural, 1ª e 2ª Etapas Copa Triathlon e Corrida da independência. Destacou também que além dos eventos e congressos há universidades na cidade de Araras, mencionando  UFSCar, Uniararas, Unar, Faculdade Municipal, UAB e outras entidades de ensino superior e técnico. Lembrando que em 2017 foi consolidada a instalação da Faculdade de Medicina no município. Ricardo Madalena concluiu especificando: “Por todos os motivos apresentados, nada mais justo que se transforme Araras em “Município de Interesse Turístico”, razão pela qual solicito a atenção dos nobres Pares para a aprovação da propositura”.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*