O Psol (Partido Socialismo e Liberdade) de Araras, em decisão unânime de seus filiados na última terça-feira, dia 23, aprovou a participação da sigla no processo eleitoral deste ano. A agremiação deve disputar as eleições majoritária (prefeito e vice) e proporcional (vereadores) com uma candidatura própria, que inicialmente não deve ter coligações.

De acordo com informações da Executiva da sigla, a partir de agora começam a discutir com seus filiados os nomes que poderão integrar a chapa para as eleições.

A direção partidária faz questão de ressaltar que em 2012, com apenas seis meses de constituição e sem histórico eleitoral, o partido disputou a eleição municipal para vereadores com apenas dois candidatos, e sem apoiar nenhuma candidatura a prefeito, obteve de 644 votos.

Pelas informações divulgadas pela Comissão Executiva Municipal, o PSOL não apoia o Governo do prefeito Nelson Dimas Brambilla (PT – Partido dos Trabalhadores). “Muito pelo contrário. Tem severas críticas à sua gestão, caracterizada por negociatas políticas em nome de governabilidade, autoritarismo, e por medidas prejudiciais aos trabalhadores, como o aumento de impostos, das tarifas no transporte e a precariedade nos serviços públicos, em especial, a saúde”, esclareceu a nota.

Apesar de dialogar com outras forças políticas, o PSOL afirma não fazer parte do modelo de oposição praticado por outros grupos da cidade. “Desde o início optamos por fazer uma oposição independente, propositiva e à esquerda, que foi construída ouvindo o dia a dia e as necessidades da população, ao contrário de alguns que até bem pouco tempo estavam usufruindo de cargos e das benesses do poder”, afirma o presidente da sigla, Fredo Júnior.

(MGC com informações da Executiva do Psol)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*