Disparos aconteceram na Vila São Jorge e nas proximidades do Condomínio Arnaldo Mazon, no bairro Narciso Gomes (Foto: Ilustrativa)

De acordo com a Polícia Militar, seis jovens participavam do ‘tribunal do crime’ de uma facção criminosa.

Seis homens com idades entre 19 e 26 anos foram presos em flagrante por tentativa de homicídio em Cosmópolis (SP) na madrugada desta terça-feira (30). De acordo com a Polícia Militar (PM), eles participavam de um “tribunal do crime” e tentaram matar um homem de 44 anos que era procurado por estupro de vulnerável.

Os policiais militares receberam a denúncia de que um homem tinha sido arrastado e estava sendo torturado dentro de uma casa no Jardim Alvorada. Eles foram até lá e escutaram os suspeitos interrogando a vítima. Os PMs abordaram os seis, que se renderam, e a vítima, que estava bastante machucada.

Um dos jovens tinha uma faca e no mesmo cômodo foram encontrados um pedaço de madeira e um guarda-chuva quebrado. O homem disse que tinha sido agredido e ameaçado de morte. Ele contou ainda que estava em um bar quando os suspeitos chegaram, perguntaram se ele era de Engenheiro Coelho e se era foragido.

Ele confirmou, mas disse que não era culpado pelo crime que era acusado. Mesmo assim, os suspeitos o levaram para a casa, o amarraram, agrediram e roubaram o celular e cerca de R$ 200 dele. A perícia do Instituto de Criminalística (IC) de Americana (SP) foi até o local para exame e os sete foram encaminhados para atendimento médico.

As agressões durante o “tribunal” resultaram em duas costelas quebradas, de acordo com o boletim de ocorrência. Ele foi levado para um pronto-socorro, atendido e depois levado para a delegacia.

Durante depoimento para a Polícia Civil, o homem disse que saiu de Engenheiro Coelho porque soube que estava sendo procurado. Ele chegou a quase ser preso em Cosmópolis, mas conseguiu fugir. Pouco depois ele foi abordado no bar.

Ele contou que foi agredido com socos e chutes e ameaçado com uma faca no cômodo. Outros dois suspeitos envolvidos no crime de sequestro tinham saído para buscar uma arma no momento que a PM chegou.

O homem foi capturado e também ficou preso. Um inquérito da Polícia Civil vai investigar o crime de estupro, e enquanto isso ele fica preso preventivamente. O mandado de prisão temporária dele tinha sido expedido em 25 de janeiro, na última quinta-feira.

Os outros seis suspeitos foram levados para a delegacia após serem atendidos no pronto-socorro, onde foram presos por sequestro e cárcere privado, tentativa de homicídio e associação criminosa. Eles vão passar por audiência de custódia e depois permanecer à disposição da Justiça.

Fonte: G1

Outras notícias

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*