Foram apreendidas 88 porções de maconha, além de 4.500 pinos de cocaína vazios, um telefone celular e R$509,00 em notas trocadas de pequenos valores, o que para a polícia significa dinheiro do tráfico

Um rapaz de 21 anos de idade foi preso vendendo drogas em frente a sua residência em Araras na noite da última quinta-feira, dia 23, os entorpecentes, junto com o dinheiro arrecadados com o comércio ilegal, era guardado dentro de sua casa.

Foram apreendidas 88 porções de maconha, além de 4.500 pinos de cocaína vazios, um telefone celular e R$509,00 em notas trocadas de pequenos valores, o que para a polícia significa dinheiro do tráfico
Foram apreendidas 88 porções de maconha, além de 4.500 pinos de cocaína vazios, um telefone celular e R$509,00 em notas trocadas de pequenos valores, o que para a polícia significa dinheiro do tráfico

A prisão aconteceu após denúncia anônima, a Polícia Militar foi até a residência do acusado no bairro Jardim José Ometto e flagrou o jovem com a droga em frente a casa. Um menor de idade de 17 anos também foi apreendido, ele estava na laje, mas negou que estaria comercializando a droga, já o maior confessou o crime.

Foram apreendidas 88 porções de maconha, além de 4.500 pinos de cocaína vazios, um telefone celular e R$ 509,00 em notas trocadas de pequenos valores, o que para a polícia significa dinheiro do tráfico.

O rapaz foi preso em flagrante por tráfico de drogas e também por aliciar menor de idade à prática do delito, já o adolescente também foi detido e encaminhado à Vara da Infância e Juventude. O maior foi levado para a Cadeia Pública de Pirassununga e aguarda transferência para a Penitenciária de Itirapina 2.


Bandido é preso em Araras após roubar e torturar vítimas em Limeira

Um rapaz de 25 anos de idade foi preso em Araras na noite da última quinta-feira, dia 23, após ser pego com um carro roubado na cidade de Limeira/SP, município vizinho. Durante averiguação, a polícia identificou o suspeito como o autor do roubo, que na ocasião, inclusive, amarrou e torturou psicologicamente as vítimas.

A prisão aconteceu por volta das 19h30, quando o bandido com o carro da vítima, uma GM Montana, entrou na cidade e ao perceber a presença do patrulhamento da Polícia Militar decidiu fugir a pé abandonando o veículo na avenida Dona Renata (Marginal), mas foi rapidamente capturado pelos policiais.

Durante a abordagem, nada de ilícito foi encontrado, a não ser o veículo que prontamente foi identificado como sendo produto de roubo. Mas ao ser levado para a Delegacia de Polícia Civil de Araras, descobriram que além de estar com o carro roubado, o suspeito também poderia ser o autor do roubo e não apenas o receptor, como normalmente acontecem nesses casos.

Para a identificação do criminoso, uma das vítimas da cidade de Limeira veio até o município de Araras para que fosse realizado o reconhecimento, que acontece em uma sala preparada similar àquelas vistas em seriados norte-americanos, onde quem está fora do vidro especial não enxerga nada enxerga além de seu próprio reflexo.

Após identificação, a delegada responsável pela ocorrência, Amanda Galdiano Vieira de Matos, determinou a prisão do rapaz indiciando por roubo, violência ou ameaça exercida com emprego de arma de fogo, além também de agravar ter a pena agravada pelo artigo 157 por ter mantido as vítimas em seu poder restringindo sua liberdade.

Na ocorrência, o rapaz apreendido e um comparsa, ainda não capturado, invadiram uma residência na rua Dona Ângela Froza Salviatti e fizeram uma família de reféns, inclusive os ameaçando com armas de fogo apontadas para suas cabeças, além de terem amarrado e “torturado psicologicamente” os donos da casa. Na ocasião, levaram além do carro, pertences familiares, como eletroeletrônicos, joias, dinheiro e etc.

O rapaz foi preso em flagrante e levado para a Cadeia Pública de Pirassununga para posteriormente ser encaminhado à Penitenciária de Itirapina 2, que inclusive estava vivenciando uma greve dos agentes penitenciários até a última quinta-feira, mas que já voltou a normalidade e retomou aos trabalhos, podendo assim, os presos de Araras serem levados até a cidade de Itirapina/SP para cumprirem suas penas em regime fechado e “sustentados” pelo Governo do Estado.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*