A reforma administrativa protocolada pelo prefeito Nelson Dimas Brambilla (PT – Partido dos Trabalhadores) se aprovado deve gerar um impacto financeiro de R$ 343.514,77 em três anos. No total serão criados 211 efetivos e 26 cargos comissão.

Neste ano, o impacto deve ser R$ 175.022,81 e em 2016 será R$ 321.041,84. A proposta que está tramitando na Câmara Municipal de Araras atende para atender adequar a estrutura administrativa com as atuais exigências do serviço público.

Dos cargos efetivos três vagas são para fiscais de proteção ao consumidor no Procon (Fundação de Defesa do Consumidor); mais seis fiscais tributários; mais 15 fiscais urbanos; 10 operadores de rádio para o Samu (Serviço de Atendimento ao Consumidor), 30 técnicos em enfermagem, 10 auxiliares para os dentistas da rede; 3 engenheiros e 3 arquitetos para o setor de Planejamento. Para o Centro Dia do Idoso, que será inaugurado em breve, são um assistente social, um psicólogo, um professor de educação física, dois auxiliares de enfermagem, um auxiliar administrativo e cinco cuidadores de idosos. Na secretaria de Esporte foram propostos oito cargos de professor de educação física e mais oito instrutores. Também estão sendo criados três cargos de pregoeiro (para os pregões de compra da Prefeitura), um Controlador Interno (efetivo). No Obras, também teremos a criação de 2 cargos de engenheiros, e por aí vai.

Há a criação de 26 cargos comissionados, para o CEU (Centro de Artes e Esportes Unificados) “José Olavo Paganotti”, o CAM (Centro de Atendimento ao Munícipe) “Guerino Bertoline”, bem como uma coordenadoria de turismo.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*