Durante o Campeonato Paulista estão acontecendo jogos na região de Araras, como Rio Claro/SP, Piracicaba e Campinas

Representantes dos quatro grandes clubes paulistas, Federação Paulista de Futebol (FPF), Ministério Público, Poder Judiciário e dos comandos das polícias Civil e Militar se reuniram para definir medidas conjuntas para combater a violência envolvendo torcedores dentro e fora dos estádios.

A reunião aconteceu na última segunda-feira, dia 9, foi convocada pelo secretário da Segurança Pública, Alexandre de Moraes. Durante o Campeonato Paulista estão acontecendo jogos na região de Araras, como Rio Claro/SP, Piracicaba e Campinas.

“Até a próxima sexta-feira, dia 13, todos esses grupos irão apresentar propostas para que, na outra sexta, dia 20, possamos tomar medidas em conjunto”, explicou o secretário. “Não será só uma única ação, mas sim medidas preventivas e efetivas contra esses criminosos travestidos de torcedores”.

Segundo Moraes, todos os presentes afirmaram o compromisso de trabalhar para minar a violência no futebol por meio de ações preventivas. “Não basta só um tratamento diferenciado depois que ocorre o problema. Teremos um trabalho específico na prevenção. E isso envolve o relacionamento, o monitoramento e a adequação entre a federação, clubes e torcidas organizadas”, afirmou Moraes. “Temos absoluta certeza de que algumas medidas de consenso serão tomadas após a próxima reunião”.

Segundo o promotor do Juizado Especial Criminal (Jecrim), Paulo Castilho, é a primeira vez que alguém consegue unir representantes de tantas instituições e clubes para dar tomar decisões, e não apenas fazer planejamentos, contra a violência entre torcedores. “O secretário entendeu o problema e abraçou a causa. Já tomou medidas concretas para resolver. Todos irão enviar sugestões, que serão debatidas e aplicadas logo após a última reunião”.

Durante essa semana, a Secretaria da Segurança Pública receberá as propostas do Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo, da Federação Paulista, do Jecrim e do MP. Junto com as polícias Civil e Militar, o secretário irá analisar as medidas e discutir com os demais envolvidos, no dia 20. (Com informações SSP).

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*