Mariana Mani Moura é secretária de Educação há dois anos, indicada pelo ex-prefeito Pedrinho Eliseu (PSDB) na administração 2017-2018 e mantida pelo atual chefe do Executivo, Rubens Franco Júnior (DEM). (Foto: César Foguel/Opinião)

Mariana Mani Moura destacou o pagamento do IVPE aos professores, além da distribuição dos uniformes e materiais escolares aos alunos da rede

“Um ano de mais atuação”. Estas são as palavras utilizadas pela secretária de Educação, Mariana Mani Moura, para definir as expectativas para 2019. Em entrevista ao Opinião, a titular da pasta falou das ações previstas para este ano aos alunos e profissionais da rede municipal.

Dentre as primeiras está o pagamento do IVPE (Índice de Valorização do Profissional de Educação), dinheiro da premiação referente ao ano letivo de 2018 a todos os professores da rede municipal de ensino. “Faremos o pagamento até o dia 31 de janeiro. Estamos fazendo o levantamento de toda a planilha, juntamente com a Secretaria Municipal de Administração, por meio do Departamento de Recursos Humanos. Faremos o pagamento com recursos próprios como valorização da educação básica por meio da aplicação dos 25%”, explicou a secretária de Educação.

O valor do IVPE é definido com base na assiduidade do professor em sala de aula, participação em cursos e eventos e desempenho dos alunos de cada unidade escolar avaliados em provas periódicas.

Outra novidade serão as entregas dos uniformes e materiais escolares aos quase 12 mil alunos da rede municipal. Os itens serão distribuídos na segunda quinzena deste mês para as unidades de ensino e repassados aos alunos no início do ano letivo, em 4 de fevereiro.

Cada kit uniforme, que será entregue aos alunos a partir do maternal 1, é composto por duas camisetas de manga curta e camiseta regata na cor branca com detalhes em vermelho e azul-marinho – produzidos em tecido malha PV, conjunto de inverno (jaqueta e calça), bermuda para os meninos e short saia para as meninas, além de uma bolsa-sacola, todos na cor azul-marinho com detalhes em vermelho e branco e confeccionados em tecido 100% poliéster.

Dentre as principais ações deste ano está a entrega dos uniformes escolares para os alunos da rede municipal de ensino, a partir do maternal 1. Cada kit é composto por duas camisetas de manga curta e uma regata na cor branca com detalhes em vermelho e azul-marinho, conjunto de inverno, bermuda para os meninos e short saia para as meninas, além de uma bolsa-sacola. (Fotos: César Foguel/Opinião)

Já os materiais são divididos por ciclos e compõem itens de acordo com a necessidade de cada série que o aluno estiver dos ensinos infantil, fundamental e EJA (Educação de Jovens e Adultos). Separados por cinco lotes, os kits têm, por exemplo, massinhas de modelar, cadernos brochurão e espiral, lápis de cor, réguas, entre outros. Os itens serão entregues aos alunos da rede a partir do ciclo b2.

“Foi um grande investimento da Prefeitura para os nossos alunos. Os uniformes nós já recebemos e serão entregues às unidades escolares na segunda quinzena de janeiro. Já os materiais, que também foram comprados, mas, devido à grande demanda, devem ser distribuídos até o final deste mês também”, salientou Mariana.

As demais ações no decorrer de 2019 incluem, ainda, a continuidade dos projetos e eventos que ocorreram no ano anterior como o programa de leitura “Entre Contos e Letras”, a Feira de Ciências, Tecnologias e Invenções, a Feprara (Feira das Profissões de Araras), entre outras. “São projetos que deram muito certo em 2018, que contribuíram no desenvolvimento dos nossos alunos. Com isso daremos sequência e buscaremos melhorá-los para que sejam ainda mais aproveitados para a melhora do ensino”, destacou a titular da pasta.

Conclusão das creches do Jardim das Nações e Dalla Costa, retomada das obras das escolas do Jardim Esmeralda (zona norte) e a Emef Ivan Inácio de Oliveira Zurita, também conhecida como Escola do Campo (zona rural), além da ampliação da Educação Integral também estão nos planos da Secretaria de Educação para 2019. “As obras estão em processo de conclusão e nossa meta é que as duas creches sejam entregues até o final de março. Já as escolas do Jardim das Esmeraldas e do Campo serão relicitadas para que os trabalhos sejam retomados o mais rápido possível”, afirmou Mariana. “Por fim, para a Educação Integral iremos ampliá-la e incluir mais polo no Centro Comunitário do Jardim Residencial Pedras Preciosas. Os alunos da Emef Prof. Leonaldo Zornoff passarão a ter atividades no horário inverso ao das aulas, as quais envolvem ações culturais e esportivas. A rede municipal hoje conta com dois polos, sendo um na zona leste e outro no Jardim São João”, completou.

“2019 vai ser um ano de mais atuação e de podermos visualizar os resultados de 2018, o qual foi muito intenso, com a implantação de várias propostas, projetos e adequações. Este ano com certeza será muito melhor tanto para a gestão dos profissionais da rede, quanto para os nossos alunos. Continuaremos trabalhando com empenho para corrigir as deficiências que ainda existem e dar ainda mais qualidade no atendimento às crianças”, enfatizou Mariana.


Alunos da Emeief Manoela Vergueiro devem retornar à unidade no início do ano letivo

Escola teve as aulas suspensas em novembro, após o reaparecimento de escorpiões na unidade. (Foto: César Foguel/Arquivo Opinião)

Os alunos da Emeief Dona Manoela Lacerda de Vergueiro devem retornar ao prédio da unidade no Jardim Belvedere no início do ano letivo de 2019, em 4 de fevereiro. Entre os meses de novembro e dezembro as crianças foram transferidas provisoriamente para a Emeief Lídia Maria Buzon Curtolo, no Parque Industrial, devido ao reaparecimento de escorpiões. Já no período de recesso escolar os alunos participam das atividades pedagógicas na Emeief José Dante Rodini, no Jardim Nossa Senhora de Fátima.

“Já realizamos diversas ações preventivas para eliminar de vez o problema. A Educação está fazendo uma força-tarefa em conjunto com as secretarias de Saúde e Meio Ambiente, com mutirões nos arredores da escola e dedetizações no prédio. Também estamos terminando de adequar a escola com a implantação de telas, por exemplo, para receber os alunos. Após o início das aulas faremos uma reunião com os pais e professores para mostrar o laudo de tudo que foi feito”, finalizou a secretária de Educação.

Por César Foguel

Outras notícias

COMPARTILHAR