A Secretaria Municipal de Serviços Públicos Urbanos e Rurais, em parceria com a empresa Forty, realiza diagnóstico das árvores da avenida Senador César Lacerda de Vergueiro (avenida do Filtro), utilizando uma tecnologia que garante mais precisão na análise técnica: tomografia. O estudo está sendo feito por conta de quatro árvores da Avenida que secaram.

Problemas no tronco aumentam o risco de queda e potencializam acidentes

Segundo a engenheira ambiental Pamela Pereira dos Santos, a tomografia é utilizada nas árvores que apresentam piores condições e também para esclarecer dúvidas sobre o estado da planta.

“Os sensores são colocados no tronco da árvore e, por meio da emissão de ondas, é possível ter mais informações sobre as condições do interior da árvore, se há doença, se o tronco tem alguma parte oca. Isso nos permite avaliar se ela apresenta risco de queda ou não”, informou.

A técnica que vem sendo desenvolvida para avaliação do interior do lenho e baseia-se na cronometragem, por meio de sensores, de ondas mecânicas que atravessam a madeira, e no cálculo da velocidade dessas ondas com auxílio de computador.

Segundo a engenheira, a análise contribui para evitar eventuais riscos à população. “Quanto mais informação, mais condições temos para prevenir quedas de árvores ou de galhos”, reforçou.

Após a análise, será emitido um laudo que aponta se a árvore precisa ser cortada ou se é possível realizar tratamentos para recuperá-la.  O objetivo é estender a análise a outros locais que também apresentam árvores com problemas.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*