Com uma pista medindo 1.130m de cumprimento por 30m de largura, que deve ser ampliada para 1.500m.

Duas empresas procuraram a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Geração de Emprego e Renda para obter mais informações da concessão do Aeroporto “Armando Américo Fachini” e 16 munícipes deram sugestões e parabenizaram a iniciativa da administração pública segundo o titular da pasta Leonardo Dias.

As mensagens da consulta com comentários, críticas e sugestões poderão ser enviadas até a próxima sexta-feira, dia 20. “Estamos finalizando a minuta do edital com alguns estudos feitos no local”, completou Leonardo Dias.

Atualmente o aeroporto custa aos cofres públicos R$ 12 mil e apresenta-se, assim, como uma excelente prestação de serviços ao passageiro e à movimentação de cargas, agregando esse aeroporto à rede de transporte aéreo regular e regional e, assim, ampliando o número de rotas operadas pelas empresas aéreas.

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) que fiscaliza já autorizou e, atualmente, a Prefeitura aguarda a resposta da Sac (Secretaria de Aviação Civil). Uma audiência pública será realizada em 3 de março próximo, 19h30, na Câmara Municipal.

Em Araras o aeroporto tem sete hangares, sendo três para garagens, três para  aeroclube e um para a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), porém toda a manutenção é por conta da administração pública. Com uma pista medindo 1.130m de cumprimento por 30m de largura, que deve ser ampliada para 1.500m, o Aeroporto Municipal é adequado para pousos e decolagens de pequenas aeronaves, além dos 455 mil m² de área livre disponível para o desenvolvimento de novos projetos.

Com o aeroporto em operação regional e neste âmbito de investimentos, Araras será beneficiada por impostos que serão recolhidos por empreendedores ali instalados. A expectativa é que sejam criados cerca de 2 mil empregos diretos, além da ampliação imediata da pista, com o objetivo de atender a população que esteja a menos de 60 km de distância deste aeródromo, que estará apto ao recebimento de voos regionais, regulares ou não regulares.

Além disso, a concessão deve viabilizar também melhorias como a modernizações e instalações de aparelhamentos com previsão de investimentos em reformas e ampliação da pista principal, construção de pista de táxi (Taxiway), balizamento (luzes de pistas); construção do terminal de passageiros, de base para Bombeiros Aeroportuários, construção de hangares para guarda de aeronaves, implantação de centro comercial e de serviços (com salas de cinemas e auditórios, área de alimentação e outras); estacionamento para veículos, ampliação do pátio de estacionamento das aeronaves, e construção de torre de controle que atenda os padrões da Anac.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*