Sobre a questão do aparecimento de escorpiões na Emeief Dona Manoela Lacerda de Vergueiro, Luiz Emílio Salomé explicou que várias ações estão sendo realizadas e que “precisamos trabalhar em conjunto”
Sobre a questão do aparecimento de escorpiões na Emeief Dona Manoela Lacerda de Vergueiro, Luiz Emílio Salomé explicou que várias ações estão sendo realizadas e que “precisamos trabalhar em conjunto”
Sobre a questão do aparecimento de escorpiões na Emeief Dona Manoela Lacerda de Vergueiro, Luiz Emílio Salomé explicou que várias ações estão sendo realizadas e que “precisamos trabalhar em conjunto”

O secretário da Saúde e vice-prefeito de Araras, Luiz Emílio Salomé, participou na última segunda-feira (7) da 27ª sessão ordinária a convite do presidente da Câmara Municipal, Pedro Eliseu Sobrinho (DEM), ocasião em que fez um balanço de sua pasta.

Luiz Emílio Salomé foi enfático ao afirmar que o sistema de saúde em Araras está progredindo, mencionou a informatização que vai interligar, por meio de um cartão cidadão, as secretarias de Saúde, Educação e Ação e Inclusão Social, evitando duplicidade de consulta e desperdícios de exames complementares. “Esse avanço da tecnologia vai nos permitir uma grande economia, já que muitas pessoas possuem, por exemplo, cinco pedidos de exame de sangue de médicos diferentes, a mesma situação se aplica com pedidos de raio x de tórax e tomografia computadorizada. Então, essa informatização evitará esses desperdícios. É preciso deixar claro que se o cidadão tiver um exame válido por três meses, não há necessidade de pedir outro, tudo isso custa aos cofres públicos”, explica.

Durante o discurso na Tribuna Livre, o secretário aproveitou para efetuar um comparativo do atual governo em relação à administração anterior. “Sobre os exames complementares, em 2015 foram gastos R$ 508 mil, em 2016 foram R$ 327 mil e neste ano foram gastos R$ 347 mil. Então, isso significa que estamos realizando os exames de forma mais efetiva, numa velocidade maior”, disse. Sobre a dispensação de medicamentos, o secretário ressaltou: “Em 2015 foram gastos R$ 3,8 milhões, em 2016 quase R$ 4,1 milhões e neste ano, em apenas seis meses de governo, já gastamos mais de R$ 5 milhões em distribuição de medicamentos à população”.

Quanto à despesa de salários com os funcionários da Saúde, Luiz Emílio Salomé mostra que houve uma economia aos cofres públicos. “Em 2015 foram pagos R$ 30 milhões, em 2016 foram R$ 34 milhões e neste ano gastamos até agora R$ 18 milhões”. O secretário foi elogiado pelos vereadores e também recebeu questionamentos. Romildo Benedito Borelli (PSD) disse que a interligação entre a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e a Santa Casa de Misericórdia de Araras é fundamental. “Todo o sistema de saúde será colocado em rede, ou seja, será interligado, posso lhe garantir que o sistema já está informatizado em 80%”, disse

Questionado pelo presidente da Casa, vereador Pedro Eliseu Sobrinho (DEM), sobre a problemática de escorpiões na Emeief Manoela Lacerda de Vergueiro e de especialistas nas Unidades Básicas de Saúde, o secretário esclareceu que “há filas em algumas especialidades, mas já estamos trabalhando para solucionar a questão. Contratamos médicos especialistas na parte de gastroenterologia, neurologia, ginecologia, clínica geral, pediatria e oftalmologia. Sabemos que na área de otorrinolaringologia precisamos melhorar e diminuir as filas, mas estamos correndo atrás, iremos realizar mutirões para diminuir as demandas. Quanto à questão do aparecimento de escorpiões, nós estamos monitorando, realizando dedetização e orientando a população para retirada de entulhos. Precisamos trabalhar em conjunto”, disse.

O vereador Marcelo de Oliveira (PRB) indagou o secretário sobre a possibilidade de implantar uma segunda linha para pacientes que fazem tratamento médico em outras cidades, pediu a implantação de uma ambulância do Samu na Zona Leste e questionou a presença de pediatras na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) no José Ometto. “Sobre a segunda linha já fizemos a solicitação, mas esbarra na pequena quantidade de veículos disponíveis, além da constante manutenção que precisamos efetuar neles. Contudo, na medida do possível temos colocado em prática a segunda linha. Quanto à ambulância, vamos disponibilizá-la assim que for efetuada uma reforma na UPA para ter o espaço adequado para abrigá-la. Sobre pediatras na UPA, desde julho tem um para atender durante o dia e outro no período noturno”, frisou.

O vereador e médico Francisco Nucci Neto (PR) cumprimentou Luiz Emílio pelo desempenho à frente da pasta de Saúde e citou que a cidade dará um grande avanço com a implantação do Centro de Tratamento de Radioterapia na Santa Casa. “A máquina de radioterapia deverá chegar no ano que vem e até o final de 2018 acredito que o Centro de Oncologia já estará funcionando”, disse.

Finalizando o parlamentar Jackson de Jesus (Pros) questionou sobre a construção de novas UBS (Unidades Básicas de Saúde) no Jardim Aeroporto e no Jardim das Orquídeas. “Na nossa gestão as obras dessas Unidades de Saúde serão feitas de forma pontual. Acredito que ainda este ano daremos início à construção nesses dois bairros novos”, concluiu.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*