Bancos continuam em greve. Crédito: GG
Bancos continuam em greve.
Crédito: GG

Na tarde da última quinta-feira, dia 15, mais uma reunião foi realizada entre a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) e os bancários para tentar negociação com relação a greve, mas novamente, no terceiro encontro, nenhuma proposta apresentada foi aceita. Com isso, a greve dos bancários que teve início no dia 6 de setembro em boa parte do território nacional, incluindo Araras/SP, já vai para mais de uma semana de paralisação.

De acordo com a diretora do Sindicato dos Bancários de Araras, Cilene Carmello, a greve vai continuar e a categoria está se sentindo desrespeitada, pois a Fenaban quer negociar mantendo a proposta inicial de 7% de reajuste, mais R$ 3.300,00 de abono único, que os bancários não querem aceitar.

“Foi um desrespeito com a categoria por parte dos bancos chamarem duas vezes para negociar e eles manterem a mesma proposta. A categoria esperava que quinta-feira, dia 15, fosse apresentada uma proposta digna, que valorizasse nosso trabalho. Mas, mesmos com o lucro altíssimo do primeiro semestre eles não valorizam seus colaboradores e desmerecem a todos nós bancários, inclusive aos seus clientes que estão sem atendimento digno por culpa dos banqueiros”, declarou Cilene Carmello.

A reinvindicação dos bancários é, principalmente, o reajuste de salário de 14,78%, que representa 5% de aumento real + inflação projetada (9,57%) e não querem abono. Além disso, a categoria solicita também o fim das demissões. Segundo a diretora, os bancos têm extinguido muitos postos de trabalho.

 

Negociações

A primeira negociação aconteceu no dia 9 de setembro, às 11 horas, em que a Fenaban ofereceu a primeira e única proposta, como foi citada na matéria (7% de reajuste, mais R$ 3.300,00 de abono único). A segunda reunião de negociações ocorreu na terça-feira, dia 13, às 14 horas, mantendo a primeira proposta e a terceira, esta última que aconteceu quinta-feira, dia 15, mantendo também a primeira proposta que não foi acatada, e portanto, não houve acordo. Relembrando que 100% das agências bancárias de Araras ainda continuam em greve, e apenas os caixas de autoatendimento (eletrônicos) continuarão funcionando normalmente e são uma alternativa para o atendimento da população. Até o fechamento dessa edição, não havia outra data definida para mais uma reunião de negociações.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*