Araras passa por uma epidemia de dengue com quase 2 mil casos. O Estado de São Paulo bate recorde com 222 mil casos e 125 mortes registradas até o fechamento desta edição. O Ministério da Saúde divulgou que o número de casos registrados em 2015 já é 240% maior que o registrado no mesmo período do ano passado, em média, são registrados 220 casos por hora, as mortes por complicações da doença também avançou 29% em relação ao mesmo período do ano passado.dengue (1)-cor

Um estudo aponta que a gestão correta do lixo e a existência de um plano de gerenciamento de resíduos são elementos fundamentais para que os índices de doenças, entre elas a dengue, diminuam nos municípios. Como exemplo, usaram a cidade de Nazaré Paulista, em São Paulo. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, a cidade possui um Plano de Gestão de Resíduos ativo. Até agora, a região não registrou nenhum caso da doença. O levantamento também mostra que em cidades onde não há um plano de gestão de resíduos, os casos de dengue dispararam.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura para saber se Araras possui o plano e descobrimos que não. “Licitamos no ano passado uma empresa especializada para elaborar o Plano de Gestão de Resíduos Sólidos de Araras. A referida empresa entregou um plano que segundo as comissões envolvidas no processo não contemplava os termos de referência da licitação e não atendia os interesses do município”.

A Prefeitura ressaltou ainda que notificou por duas vezes a empresa e a mesma não sanou tais problemas. “Concedido o pleno direito do contraditório não teve deferidos os seus argumentos. A Prefeitura, amparada em lei, rescindiu o contrato e autuou a empresa, apenou-a perante o Tribunal de Contas do Estado”.

Além disso, a Prefeitura informou que finaliza ainda esta semana novo edital de uma nova licitação para contratação de outra empresa que atenda as necessidades do município. “O novo edital deverá ser publicado em uma semana”, concluiu.


 

 

Vacinação contra a gripe começa no dia 4

O Município de Araras, em parceria com o Ministério da Saúde, promove a campanha nacional de vacinação contra gripe a partir do dia 4 de maio. A mobilização segue até dia 22 de maio. Acontece das 8h às 17h, em seis locais: Praça Barão de Araras, Centro de Saúde 2 João Geraldo Noronha (Belvedere), PSF Madre Carla Rabolim (Jardim Alvorada), PSF Edmundo Ulson (Parque Tiradentes), PAM Antonio Carlos Fabricio (José Ometto 2) e PAM Osvaldo Devitte (Narciso Gomes).

Vacinação contra a gripe começa dia 4 de maio

A meta estabelecida é imunizar 35.733 mil pessoas pertencentes ao público-alvo da campanha, que são pessoas com 60 anos ou mais, crianças de seis meses a cinco anos de idade, indígenas, gestantes e puérperas (mulheres que deram à luz recentemente), profissionais de saúde, além de doentes crônicos, pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional.

O Dia D da mobilização será 9 de maio, da 8h às 17h, com vacinação na Praça Barão de Araras, Centro de Saúde 2 João Geraldo Noronha (Belvedere), PSF Madre Carla Rabolim, PSF Edmundo Ulson, PAM Antonio Carlos Fabricio, PSF José Fiori, PAM Osvaldo Devitte e PSF Jeronimo Ometto.

Segundo a secretária municipal da Saúde Vandersi Pavan Bressan, os anticorpos são produzidos entre duas e três semanas após a aplicação da dose. “Por isso, é importante que as pessoas procurem a vacinação no período da campanha. Assim, quando chegar o inverno, estarão protegidas. O período de maior circulação da gripe é entre o final de maio e o mês de agosto”, informou.

Mais informações podem ser obtidas junto ao setor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria da Saúde, pelo telefone 3543-1522. (Com informações da Secom)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*