Relatório da Polícia Federal entregue ao Supremo Tribunal Federal revelou que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) tinha bloqueador de sinal telefônico proibido pela Anatel

O aparelho foi apreendido no apartamento do parlamentar durante Operação Patmos, que investiga o envolvimento do tucano em caso de propina da empresa JBS no valor de R$ 2 milhões.

De acordo com o Estadão, o laudo do perito identificou antena e luz indicativa de energia, recursos que podem gerar ruído de radiofrequência e causar interferências no sinal da rede móvel.

O mecanismo descrito pelo especialista da Polícia Federal funciona com bloqueador do celular na comunicação 2G e 3G, o que não é permitido.

Em nota, o senador afirmou que desconhece o sistema e que nunca utilizou o aparelho, que recebeu de presente.

Mais Notícias

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*