Superbactérias vão matar mais que câncer em 2050

O alerta é da OMS, a Organização Mundial de Saúde. As superbactérias estão se desenvolvendo, segundo especialistas, por causa do uso exagerado de antibióticos.

Hoje, as bactérias super-resistentes já matam 700 mil pessoas por ano e o problema é considerado uma epidemia.

Segundo a ONU, se nenhuma medida efetiva for tomada para reverter o problema, as superbactérias vão matar cada vez mais, ano a ano, chegando a vitimar 10 milhões de pessoas a partir de 2050.

É um número maior aos cerca de 8 milhões e 200 mil óbitos por câncer que são registrados atualmente.

Mas não é só culpa dos médicos que receitam antibióticos e dos pacientes que se automedicam.

Há também o uso descontrolado de antibióticos nas plantações e na pecuária. Estima-se que 70% do consumo da droga se dá no agronegócio.

Recentemente, inclusive, um grupo de pesquisadores dos Estados Unidos comprovou ue o uso de antibióticos na criação de aves culminou no aparecimento de superbactérias que chegaram ao homem.

Mais Notícia

COMPARTILHAR