Reunião ocorreu na tarde da última terça-feira (22), com o presidente do Serviço Municipal de Transportes Coletivos de Araras (TCA), Élcio Rodrigues Jr. (Foto: Assessoria de imprensa da vereadora)

Tal demanda surgiu durante o trabalho realizado pela entidade, na oferta do acolhimento para as mulheres portadoras do câncer de mama e ginecológico

A vereadora Anete Monteiro dos Santos Casagrande (PSDB) e a presidente da Associação Laço Rosa de Araras (Alara), Rosa Maria Scanavini, se reuniram na tarde da última terça-feira (22) com o presidente do Serviço Municipal de Transportes Coletivos de Araras (TCA), Élcio Rodrigues Jr, para pleitear a possível isenção da tarifa de ônibus aos pacientes diagnosticados com câncer durante o tempo de duração do tratamento.

Tal demanda surgiu durante o trabalho realizado pela entidade, na oferta do acolhimento para as mulheres portadoras do câncer de mama e ginecológico.

“A presidente Rosa nos trouxe tal solicitação e prontamente apresentei uma indicação, solicitando que a TCA realizasse um estudo de viabilidade para ofertar essa isenção para aqueles e aquelas que passam por momentos delicados em sua saúde”, pontua a parlamentar.

No documento, encaminhado por Anete durante a reunião, para o paciente ter o direito de gozo de tal benefício, deverá apresentar uma declaração semestral dos profissionais médicos que o acompanham para comprovar o tratamento.

O pedido tem como base a Alínea C do Artigo 13º da Lei Municipal nº 3.326, de 04 de setembro de 2001, a qual direciona os benefícios concedidos à passageiros da TCA, modificada posteriormente pela Lei nº 4.260, de 14 de julho de 2009, a qual pode ser modificada para a justa e necessária inclusão de pacientes com câncer.

Além disso, a solicitação também visa a isenção para um acompanhante do referido paciente em tratamento, o qual deverá estar na presença do titular para gozo de tal benefício.

“Todos os pacientes, durante o tratamento, tendem a ficar mais vulneráveis e debilitados para se deslocarem sozinhos, com isso, também solicitamos para que o benefício seja estendido à um acompanhante, mediante a presença do beneficiado”, frisa Rosa Scanavini, presidente da Alara.

O presidente Élcio, durante a reunião, afirmou que estudará junto de sua equipe a viabilidade da concessão da referida isenção.

“Esperamos que em breve possamos contar com mais esse benefício, e facilitar um pouco mais a vida dessas pessoas que passam por problemas com o câncer”, finaliza a vereadora.

Outras notícias

COMPARTILHAR