Novo vírus da febre amarela é encontrado no Aedes albopictus, mosquito conhecido como tigre asiático, que vive em áreas rurais e silvestre

Com essa nova descoberta, uma frente de estudos deve ser criada sobre a transmissão da doença no país.

Uma força tarefa para a coleta destes insetos deve começar em 15 dias em São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia, estados onde casos já foram registrados.

Os resultados obtidos com o estudo deverão ser concluídos em aproximadamente 50 dias. O objetivo é verificar se o mosquito, além de ser infectado pelo vírus, pode também transmitir a doença por meio da picada para seres humanos.

De acordo com o Instituto Evandro Chagas, no Pará, que identificou a presença desse novo vírus, se o Tigre Asiático for de fato outro vetor da febre amarela, há um potencial risco de um novo ciclo de transmissão da doença nas Américas, o intermediário, que já ocorre na África.

Mais Notícias

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*