As próximas visitas monitoradas ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres do Projeto Pró-Arara, instalado no Parque Municipal Fábio da Silva Prado (Lago), acontecem neste sábado, dia 11, às 9 horas e às 14 horas. Gratuita, a atividade é destinada a pessoas interessadas em conhecer mais sobre o trabalho realizado no local e ver os animais em reabilitação de perto.

Visitas ao Centro Pró-Arara acontecem mensalmente

A ação é realizada mensalmente e envolve ainda palestra sobre educação ambiental, com duração de aproximadamente 30 minutos. Em seguida, grupos de no máximo 10 pessoas por vez, sempre acompanhadas por um profissional do local, visitam as dependências do Centro para ver animais como araras, tucanos, papagaios e outros pássaros diversos em recuperação.

Os interessados devem agendar a participação na visita antecipadamente pelo telefone 3542-3538. Há limite de até 30 pessoas no grupo da manhã e 30 no grupo da tarde.

“O Centro Pró-Arara é um espaço de educação ambiental e de preservação da natureza. Aqui, cuidamos de aves apreendidas, reabilitando-as para voltarem a viver livres no meio ambiente. A população pode conhecer mais de perto este trabalho nestas visitas monitoradas”, disse Fernanda Senter Magajevski, veterinária e coordenadora do Centro.

O Pró-Arara também realiza palestras com estudantes da cidade. As escolas municipais interessadas podem agendar visitas na Secretaria de Educação, pelo telefone 3453-8200. Já as escolas estaduais e particulares podem ligar direto no Centro Pró-Arara, no telefone 3542-3538.

 O que é o Centro Pró-Arara?

O Centro é uma das atrações do novo Lago Municipal, que foi totalmente revitalizado e entregue pela Prefeitura de Araras em julho do ano passado.

O espaço recebe somente aves apreendidas pela Polícia Militar Ambiental e pelo Corpo de Bombeiros na cidade ou região. No local, elas passam por exames e cuidados veterinários, se necessário.

Todas as aves recebidas são tratadas por uma equipe formada por um veterinário, uma bióloga, três cuidadores, além de auxiliares administrativos. Depois deste período de tratamento e reabilitação, as aves serão encaminhadas a uma área de soltura e monitoramento, que fica na zona rural de Araras.

O local possui cinco viveiros, sendo três de pequeno porte e um maior que abriga as aves já reabilitadas e em melhores condições de saúde. (Com informações Secom).

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

*